Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Solo arenoso, ou solo leve, é um tipo de solo composto predominantemente por areia – cerca de 70% de areia e 15% de argila

Solo arenoso, ou solo leve, é um tipo de solo composto predominantemente por areia – cerca de 70% de areia e 15% de argila. Em geral, ele é caracterizado por sua leveza, consistência granulosa e permeabilidade à água. O solo arenoso é mais suscetível à perda de nutrientes e erosão, apresentando maior potencial de degradação quando manejado inadequadamente.

O que é solo?

Solo é todo material inconsolidado formado na superfície dos continentes pela ação do intemperismo e pedogênese, e que é capaz de suportar a vida, seja ela em sua forma vegetal ou animal. Em função das condições ambientais, os solos podem apresentar características e propriedades físicas, químicas e físico-químicas diferentes.

Assim, os solos podem ser argilosos, arenosos, vermelhos, amarelos ou cinza esbranquiçados. Eles ainda podem ser ricos ou pobres em material orgânico, e espessos (algumas dezenas de metros) ou rasos (alguns poucos centímetros), apresentando homogeneidade ou diferenças facilmente percebidas horizontalmente.

Características dos solos arenosos

As principais características dos solos arenosos são:

  • Baixa umidade;
  • Deficiência de cálcio;
  • Consistência granulosa;
  • Alta suscetibilidade à erosão;
  • Pobreza em nutrientes e água;
  • Alta porosidade e permeabilidade;
  • pH ácido e baixo teor de matéria orgânica;
  • Dificulta a sobrevivência de plantas e organismos;
  • Presença de grandes poros entre os grãos de areia.

Os solos arenosos encontram-se distribuídos ao longo da região Nordeste do Brasil. De modo geral, eles são mais suscetíveis à degradação e à perda da capacidade produtiva quando comparados aos de textura mais fina e em condições ambientais semelhantes.

Em razão da baixa capacidade tampão, relacionada aos baixos teores de argila e de matéria orgânica, os solos arenosos apresentam baixa capacidade de retenção de nutrientes e de água.

Apesar das especificidades, os solos arenosos brasileiros são bem aproveitados na agricultura. Hoje, eles são um importante representante na produção de soja, milho e algodão. No Sul do país, por exemplo, onde não tem tanta incidência do calor, esse tipo de solo tem uma maior adaptabilidade.  

Entretanto, só é possível obter essa produtividade graças ao uso de boas práticas de plantio e de tecnologias modernas, como plantio direto, integração lavoura-pecuária-floresta, adubação verde e rotação de culturas.

Importância do solo

O solo é o recurso mais importante de um país, já que ele fornece os recursos necessários para alimentar suas populações. No entanto, diversas atividades antrópicas têm provocado erosão e contaminação do solo, gerando diversos prejuízos. Por isso, é importante que hajam políticas públicas que preservem esse recurso e planejem seu uso consciente e sustentável.

O solo também possui a função de armazenar carbono. Porém, um estudo mostrou que o armazenamento de carbono está diminuindo fortemente à medida que as temperaturas médias do planeta aumentam, contribuindo para a intensificação das mudanças climáticas.