Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Por Sandra Sedini em IEA USP –

Deverão ser abordados quatro aspectos:

a) de onde vêm, e para onde parecem ir os esforços para tratar cientificamente a ideia de Sustentabilidade;

b) quais suas bases teóricas;

c) se esta trajetória sinaliza a possibilidade de constituição de uma Ciência da Sustentabilidade, como tem sido defendido por alguns dos principais estudiosos deste campo e quais seriam seus alicerces;

d) quais são os principais temas e questões que sinalizariam onde está a fronteira deste tipo de empreendimento científico e como eles se traduzem em uma agenda de pesquisas futura.

Detalhes do evento

Quando

de 17/03/2022 – 15:00
a 17/03/2022 – 17:00

Onde

On-line

Nome do Contato

Sandra Sedini

Adicionar evento ao calendário

 vCal
 iCal

O contexto:

Em 1972 era realizada a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano, a Conferência de Estocolmo. Foi a primeira reunião de chefes de Estado dedicada a tratar de temas ambientais. A partir dali estas formas de relação entre economia, sociedade e natureza entrariam de vez para a agenda dos grandes problemas globais, inicialmente através da expressão ecodesenvolvimento, logo substituída por desenvolvimento sustentável, e mais recentemente com a ampla disseminação da ideia de sustentabilidade.

2022 marca também os trinta anos de realização da segunda conferências das Nações Unidas sobre o tema, agora batizada como Conferência sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento desta vez no Rio de Janeiro, a chamada Eco92. Novos passos eram dados, agora transformando as preocupações ambientais em marcos institucionais para seu tratamento. Além da Carta da Terra, foram adotadas na ocasião três Convenções internacionais: sobre diversidade biológica, desertificação e mudanças climáticas. E, não por acaso, exatamente vinte anos atrás, Marcos Nobre e Maurício Amazonas publicam o livro “Desenvolvimento sustentável – a institucionalização de um conceito”, resgatando a trajetória expressa no título.

Estas datas e o que elas representam se tornam um bom convite a que se aproveite este ano de 2022 para atualizar as reflexões acerca da evolução das ideias sobre Sustentabilidade.

Este é o propósito geral do seminário aqui proposto e que será sediado em três instituições acadêmicas: o IEA, o CDS/UnB e o Cebrap/Sustentabilidade. Mais especificamente, a sequência de debates estabelece também um ponto de chegada: a tentativa de mapear temas e desafios que possam ser objeto de novos esforços voltados a melhorar o tratamento científico da Sustentabilidade nos tempos atuais; algo extremamente importante diante dos riscos de banalização ou de um tratamento excessivamente polissêmico desta ideia tão relevante e decisiva para o futuro das sociedades humanas.

Exposição:

Arilson Favareto (Cebrap/Núcleo-Sustentabilidade)

Henrique dos Santos Pereira (Universidade Federal do Amazonas)

Ricardo Abramovay (IEE/USP)

Coordenação e Moderação:

José Eli da Veiga (Programa Professor Senior)

Transmissão

Acompanhe a transmissão do evento em www.iea.usp.br/aovivo

Inscrições

Evento público e gratuito | Sem inscrição

Evento on-line | Não haverá certificação

Organização

Centro de Desenvolvimento Sustentável (CDS/UnB)

Cebrap Sustentabilidade

Programa Professor Senior (IEA)Conteúdo relacionadoGoverno Trump e as Repercussões nas Interfaces Ambiente, Saúde Global e SustentabilidadeDiálogos Norte-Sul – Relação Ciência e Clima e a COP 25O Estado Crítico do PlanetaGrupo lança livro sobre temas da Rio+20