Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

No Acre, registro de pacaranas só foi possível graças à instalação de câmeras fotográficas pela WWF

Existem poucos registros em vídeo da pacarana; o WWF-Brasil obteve um no final de 2017 © Leonardo Kerber

A pacarana, chamada cientificamente de Dinomys branickii, é um roedor da família Dinomyidae, sendo a única espécie do gênero Dinomys e também a única espécie vivente da família.

A espécie é um animal herbívoro de hábitos noturnos que pesa, em média, 15 quilos; além de servir de alimento para animais de topo, como a onça.

É encontrada somente nas florestas tropicais da Amazônia Ocidental e nos contrafortes adjacentes dos Andes, do noroeste da Venezuela, Colômbia, Brasil, Equador, Peru e oeste da Bolívia.

O nome “pacarana” é de origem tupi e significa “similar a uma paca”. A pacarana é um dos mamíferos mais raros do Brasil e pouco conhecido pela ciência.

Durante 18 dias, a organização WWF colocou câmeras fotográficas na Reserva Extrativista Chico Mendes, no Acre, para conhecer a biodiversidade do local. O resultado mostrou o primeiro registro em vídeo de uma família de pacaranas – que você pode conferir no vídeo acima. No período, ainda foram feitos mais de 120 registros de animais de cerca de 25 espécies diferentes.

A iniciativa teve como propósito contribuir para o manejo sustentável do local.


Fonte: WWF

Veja também: