Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Com 12 a 15 milímetros de comprimento, o sapo da neblina vive em uma faixa de Mata Atlântica localizada no estado de São Paulo


Em remanescentes bem preservados da Mata Atlântica, um deles situado no extremo sul da cidade de São Paulo, a maior da América do Sul, uma equipe de zoólogos de São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo identificou uma nova espécie de sapo bastante peculiar. Com 12 a 15 milímetros de comprimento (o tamanho da unha do polegar), o sapo Brachycephalus ibitinga – uma mistura de grego e tupi que significa algo como “o cabeça curta da neblina” – tem coloração variando do amarelo vibrante ao abóbora e estruturas ósseas reforçadas na cabeça e na coluna vertebral que formam uma espécie de escudo dorsal, cujas bordas são visíveis através da pele Herpetologica, no prelo). O sapinho vive em uma faixa de Mata Atlântica que se distribui por nove municípios: Bertioga, Paranapiacaba, Santo André, São Bernardo, Cubatão, São Vicente, Itanhaém, Juquitiba e São Paulo. Na capital, foi encontrado no Parque Natural Municipal Varginha, próximo à represa Billings.