Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Pesquisa realizada na Austrália comprova quais alimentos são melhores para aliviar sintomas de jet lag

O que comer antes de viajar de avião? Esta é uma dúvida válida. Diversos sites e influenciadores oferecem suas opiniões sobre o assunto, comparando suas experiências próprias e espalhando informações. Porém, é necessário questionar se todo esse conteúdo tem embasamento científico, ou se é, no mínimo, verdadeiro.

Uma pesquisa realizada na Austrália quis desmistificar esse tema. Portanto, a condutora do estudo, Virginia Chan, se colocou a avaliar 111 produtos que prometiam aliviar sintomas relacionados a andar de avião. Entre eles estavam suplementos, bolachas, iogurtes e alguns tipos de bebidas.

Os critérios para que esses produtos fossem incluídos na pesquisa eram:

  • Se eram usados ou produzidos pela tripulação
  • Se eram estocados ou comercializados para companhias aéreas ou aeroportos
  • Se foram cientificamente testados em um cenário de simulação de voo
  • Se tinham instruções para o uso a bordo de uma aeronave

O que foi descoberto?

Todos os produtos prometiam melhorar casos de fadiga, qualidade do sono, hidratação, ansiedade ou saúde cardiovascular. Foi comprovado que 80% dos produtos não tinham referências publicadas e baseavam-se em alegações generalizadas. E 50% eram baseados em opiniões de clientes. 

O que é recomendado?

Afinal, o que comer antes de viajar de avião? A pesquisa observou a reação positiva para o uso de alguns produtos que podem auxiliar nos sintomas associados a viagens de avião:

  • A ingestão de melatonina pelo menos um dia antes do voo melhora os sintomas de jet lag
  • Gengibre cristalizado para enjoo 
  • Alimentos ricos em proteínas e carboidratos complexos
  • Frutas e vegetais para auxiliar os níveis de hidratação do corpo
  • Água
  • Frutas secas
  • Nozes

O que evitar?

E o que não comer antes de viajar de avião? O estudo avaliou pequenos lanches que podem ser ingeridos durante a viagem, por isso, é importante levar sua própria comida para evitar alimentos processados. Também foi constatado que o melhor, afinal, é manter sua dieta sem mudanças muito drásticas antes de voar ou depois. 

É recomendado que, durante sua visita a outro lugar, o consumo de alimentos não seja tão diferenciado do que é consumido em casa. Isso não significa que a sua nova experiência gastronômica deva ser interrompida, mas é necessária a moderação para que problemas gastrointestinais como diarreia, constipação e náusea sejam evitados.