Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

O hábito alimentar dos morcegos-vampiros-de-pernas-peludas está se modificando

O biólogo Enrico Bernard, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), fez duas grandes descobertas. Uma delas foi encontrar uma colônia de morcegos raros numa caverna no Parque Nacional do Catimbau, em Pernambuco (morcegos-vampiros-de-pernas-peludas); e a outra foi descobrir os hábitos alimentares desses bichinhos, já que são seres hematófogos (alimentam-se de sangue) e naquela área em que estavam não havia tantas opções de alimentos.

Para descobrir com o que os morcegos estavam se alimentando, o biólogo analisou as fezes dos animais esperando encontrar sangue de cabras, bodes e cachorros. Foi aí que veio a surpresa: havia sangue humano nas fezes. Segundo Enrico Bernard, o motivo pelo qual os morcegos-vampiros estão modificando seus hábitos alimentares é o fato de viverem na região da caatinga, área muito afetada pelos humanos. Lá, as aves de grande porte que seriam a base da alimentação não existem mais devido às ações humanas.

A pesquisa foi publicada na “Acta Chiropterologica”, a mais importante sobre morcegos, no mundo.

Impacto na saúde dos humanos

Os morcegos podem transmitir a doença da raiva. Se continuarem a se alimentar de sangue humano, isso acarretará em um impacto na saúde pública. Caso tenha sido mordido por um morcego, é necessário ir imediatamente a um posto de saúde. Os sintomas da doença são: febre, fotofobia e dificuldade para se alimentar.


Veja também: