Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Evento será realizado gratuitamente dia 25 de fevereiro

Se preferir, vá direto ao ponto Esconder

Por IEMA (Instituto de Energia e Meio Ambiente ) No dia 25 de fevereiro (sexta-feira), entre 10h e 12h, o Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA) promove o minicurso on-line Plataforma da Qualidade do Ar no Brasil. Com certificado, o minicurso passará por conceitos básicos sobre o monitoramento da qualidade do ar e mostrará como usar a Plataforma da Qualidade do Ar, para analisar dados e entender a poluição no Brasil. As inscrições devem ser feitas no link: https://bit.ly/minicursoqar

O curso ministrado por David Tsai, gerente de projetos do IEMA, é voltado para o público técnico como: técnicos do poder público, pesquisadores, estudantes, organizações da sociedade civil e demais interessados em informações sobre a poluição do ar que impacta diretamente a saúde da população.

O objetivo é mostrar as potencialidades da ferramenta e fomentar as mais diversas aplicações científicas ou para a elaboração de políticas públicas. Na ocasião, os participantes terão a oportunidade de debater e trocar informações sobre o tema.

Sobre a Plataforma da Qualidade do Ar

A Plataforma da Qualidade do Ar (https://energiaeambiente.org.br/qualidadedoar) reúne e padroniza os dados do monitoramento da qualidade do ar gerados pelo poder público, sendo uma ferramenta de análise para facilitar a gestão da qualidade do ar pelas autoridades e também levar informação à sociedade e à comunidade científica.

Nela é possível encontrar informação estação por estação do que está sendo medido, onde há estação de qualidade do ar, quais poluentes são monitorados em cada estação, se houve monitoramento suficiente na estação (dias em que não houve leitura de dados), a evolução da poluição ao longo do tempo. Também é possível comparar os dados brasileiros com as recomendações da OMS.

Para isso, a equipe do IEMA dialoga com cada instituição gestora da qualidade do ar, firmando parcerias para o compartilhamento de dados, entre elas os Órgãos Estaduais de Meio Ambiente (OEMAs), prefeitura e o Ministério do Meio Ambiente. Contribuem com a Plataforma da Qualidade do Ar: Distrito Federal, Estado da Bahia, Estado do Espírito Santo, Estado de Goiás, Estado de Minas Gerais, Estado do Paraná, Estado de Pernambuco, Estado de São Paulo, Estado do Rio de Janeiro, Estado do Rio Grande do Sul, Prefeitura do Rio de Janeiro, Ministério do Meio Ambiente.