Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

O documento apresenta rotas tecnológicas existentes para a texturização de proteínas vegetais, suas vantagens e limitações, tais como fiação úmida, eletrofiação e extrusão

Se preferir, vá direto ao ponto Esconder

Por Empraba Os produtos à base de plantas (plant-based) apresentaram rápido crescimento em sua participação no mercado nos últimos anos. Consumidores veganos, vegetarianos e flexitarianos – que diminuíram o consumo de proteína vegetal em suas refeições –  impulsionam as indústrias alimentícias por opções análogas de carne mais saborosas e acessíveis. Atenta a isso, a Embrapa Agroindústria de Alimentos (Rio de Janeiro, RJ) lançou a publicação “Tecnologias de texturização de proteínas vegetais”, de autoria da pesquisadora Melicia Galdeano.

O documento apresenta rotas tecnológicas existentes para a texturização de proteínas vegetais, suas vantagens e limitações, tais como fiação úmida, eletrofiação e extrusão. “Inovações em tecnologias de processamento e formulações para a indústria podem contribuir para solucionar desafios tecnológicos e ampliar a oferta de produtos aos consumidores e, consequentemente, reduzir seu custo”, afirma a autora, que integra uma equipe multidisciplinar para pesquisa e desenvolvimento de ingredientes para produtos alimentícios plant-based.

Para acessar gratuitamente a publicação, clique aqui.

Para saber como levar a expertise da Embrapa para sua agroindústria, clique aqui.

Aline Bastos (MTb 31.779/RJ)
Embrapa Agroindústria de Alimentos

Contatos para a imprensa
agroindustria-de-alimentos.imprensa@embrapa.br
Telefone: 21 3622-9600

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Encontre mais notícias sobre:

proteinas-alternativas,  proteinas-vegetais,  plant-based