Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Coreanos ensinam sobre os problemas do desperdício

Cerca de 40% dos alimentos é desperdiçado nos Estados Unidos. Mas o que aconteceria com esse número se houvesse uma multa por cada quilo de comida desperdiçado. Leon Kaye, idealizador do site “greengopost”, viajou para a Coréia do Sul onde comida jogada fora é o mesmo que queimar dinheiro.

Se você é um ecologista de primeira e não se conforma em pagar a mesma taxa de coleta de lixo que o seu vizinho que não separa nada, a situação não seria a mesma na Coréia do Sul. Esse país tem um sistema de cobrança de lixo calculado de acordo com a quantidade de resíduos, e um novo encargo foi aprovado. A medida irá cobrar moradores e comércio pela quantia exata de comida que foi desperdiçada.

As maiores causas do desperdício estão relacionadas com as grandes porções de comida em restaurantes e prazos de validade muito à frente do descarte real do produto. Essas questões são muito frequentes nos países desenvolvidos.

O desperdício de comida na Coréia é alto justamente pelo modo que a comida é oferecida. Existe o prato principal e uma variedade de pequenas porções acompanhantes. Portanto, não só o prato que sobra vai para o lixo, os acompanhamentos também são um problema.

De maneira geral, a Coréia já tem um sistema de coleta de lixo e cobrança de resíduo muito eficiente. Quanto menos se joga fora, mais se economiza.  Porém, o desperdício do país vem aumentando muito com a chegada do desenvolvimento econômico, daí justificam-se medidas mais rígidas sobre o lixo.

Durante o ano de 2012, os cinquenta milhões de coreanos vão jogar aproximadamente 170 toneladas de comida no lixo. Os custos são altos: o governo do país estima que o prejuízo econômico ultrapasse 1,5 bilhões de dólares.

As políticas públicas de conscientização sobre o desperdício de alimento já circulam faz algum tempo, porém, em um país com pouco espaço para aterros sanitários, o governo coreano decidiu ser mais enérgico sobre a questão. O ministério da educação tem como meta influenciar a população coreana a reduzir 20% dos desperdícios com alimento.

SK Telecom, a maior operadora sem fio do país, projetou lixeiras capazes de pesar a comida descartada e transmitir os dados via rádio. As lixeiras irão calcular a taxa de descarte baseada no peso e será cobrado pelo cartão de crédito ou no vale transporte das pessoas.

O sistema é simples, o usuário encosta o cartão de acesso na lixeira e a tampa abre imediatamente. Logo depois, a comida jogada no lixo é pesada e a quantia referente ao desperdício aparece no visor.

As medidas contra o desperdício de comida são formidáveis e mostram como o país é envolvido em políticas de reciclagem.  A coréia está se reinventando como um exportador de tecnologia verde.  As lixeiras são um bom exemplo de mudança no Oriente.

fonte: earth911