Óleo de damasco é recomendado para pele, cabelos e até para aliviar dor de ouvido

eCycle

A extração é feita a partir da prensagem a frio da semente

O óleo de damasco pode ser obtido a partir da prensagem da semente do damasco
Imagem: Pixabay / CC0 Public Domain

O damasco, Prunus armeniaca, é um fruto de formato parecido com o do pêssego e que vem do damasqueiro. Parente próximo da ameixa, o damasco tem uma cor alaranjada, uma polpa um pouco menos suculenta e um gosto um pouco mais azedo em comparação com o pêssego. Seu nome científico é associado à sua possível origem, que foi por muito tempo ligada à Armênia (Prunus armeniaca: "ameixa da Armênia"). No entanto, após mais pesquisas, o pensamento mais aceito atualmente é o de que o damasqueiro é proveniente da China e da Ásia Central. Apesar disso, o maior exportador de damasco do mundo é a Turquia. O damasqueiro não suporta o clima brasileiro, portanto, a maior parte do damasco disponível é importado, sendo mais difícil encontrá-lo em seu formato fresco - o fruto seco é mais comum.

Extração e propriedades

Como o pêssego, o damasco possui um caroço no centro do fruto, onde se concentram diversos óleos e nutrientes. A partir da prensagem a frio do caroço, é extraído o óleo de damasco. O processo de extração utilizando prensagem a frio se baseia no prensamento dos caroços em uma temperatura controlada, para que os componentes presentes no óleo não sejam degradados. Este óleo é rico em betacaroteno (pró-vitamina A, o que significa que irá gerar vitamina A no nosso organismo, vitamina que não é sintetizada por mamíferos e de grande importância para visão), também é fonte de fósforo, magnésio, potássio, ferro, vitaminas B3 e B5, ácido oleico e ácido linoleico.

Devido aos compostos presentes no óleo de damasco, ele apresenta algumas propriedades, como:

  • Cicatrizante;
  • Relaxante muscular;
  • Hidratante;
  • Antisséptico;
  • Antioleosidade;
  • Antioxidante;
  • Fonte de ferro;
  • Regulador intestinal;
  • Expectorante.

Aplicações e como utilizar

Graças às suas propriedades, existem diversos usos do óleo de damasco e suas aplicações se mostraram bem eficazes, como:

Cabelos

O óleo possui o poder de renovar a camada de queratina dos cabelos, além de ter ação antioleosidade, atuando como xampu e condicionador para cabelos oleosos. Você pode adicionar algumas gotas ao seu xampu e aplicar nos cabelos normalmente para ter o efeito desejado do óleo.

Pele

Além da sua habilidade hidratante, o óleo de damasco é recomendado para peles sensíveis, danificadas ou oleosas, contribuindo para a maciez, proteção, hidratação e limpeza da pele. Aplique o óleo na pele com a ajuda de um algodão embebido em água morna.

Dores de ouvido

Podem ser aplicadas poucas gotas do óleo de damasco na parte afetada do ouvido para o alívio da região.

Relação com o combate do câncer

Um composto extraído do caroço do damasco foi muito utilizado como tratamento de câncer de próstata no século XX, chamado laetrile (ou amigdalina), porém, atualmente, o Instituto do Câncer dos Estados Unidos (NIH) não reconhece que seja um meio eficaz de tratamento, podendo até causar problemas adversos, como a intoxicação por cianeto liberado pelo laetrile.

Por mais que seja algo natural e que possua muitos benefícios, não podemos nunca esquecer de evitar o uso excessivo de qualquer produto, mantendo sempre o equilíbrio.

O óleo de damasco não possui nenhuma contra indicação, mas é aconselhável evitar o seu uso no caso de alergia ao óleo ou ao damasco. Lembre-se de sempre se certificar de que o óleo é 100% natural, sem a adição de quaisquer aditivos ou conservantes.

Você pode encontrar diversos óleos vegetais na Loja eCycle.


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail