Justiça bloqueia R$ 500 milhões de Samarco, Vale e BHP Billiton

eCycle

Dinheiro servirá como garantia para que obras de reparo na cidade de Barra Longa (MG) sejam executadas

Imagem: Joka Madruga

A Justiça Federal determinou o bloqueio de R$ 500 milhões da mineradora Samarco, no dia 22 de fevereiro, para assegurar a efetivação de medidas para recuperação do meio ambiente e da área urbana do município de Barra Longa (MG), um dos mais atingidos pelo rompimento da barragem da Samarco, em Mariana (MG), em novembro de 2015.

Em nota, a Samarco informa que tentará reverter a decisão. A mineradora afirma que o bloqueio dificulta a continuidade das ações, que estão em andamento e são destinadas a reduzir os impactos sociais e ambientais decorrentes do rompimento da barragem.

Entre os prejuízos causados ao município, houve devastação do distrito de Gesteira e destruição de equipamentos públicos, obras de infraestrutura, redes de saneamento e de abastecimento de água, além de escolas. Além do bloqueio do dinheiro, a Samarco e suas controladoras Vale e BHP Billiton deverão apresentar, em até 30 dias, projetos para  recuperar, em seis meses, os bens públicos e de infraestrutura danificados na cidade.

Fonte: Agência Brasil

Veja também:
-PF indicia Samarco, Vale e consultoria por crime ambiental em Mariana
-Com atraso, Samarco entrega planos de emergência para barragens em Mariana


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail