Curso de hortas orgânicas #1: conheça os princípios e saiba como planejar a sua

eCycle

Acompanhe este curso de hortas orgânicas e aprenda tudo sobre como fazer hortas orgânicas em casa

Horta

Com o crescimento da população mundial se tornou necessário aumentar a produção dos alimentos e fazer com que estes fossem maiores e mais resistentes a pragas. Para isso, criaram-se os fertilizantes e os pesticidas, que aumentariam a produtividade e protegeriam os alimentos, mas estes produtos químicos têm efeitos negativos para a saúde humana e para o meio ambiente. Por isso, se você quer consumir alimentos sem agrotóxicos, ter uma vida mais saudável, economizar no supermercado e ainda ajudar o meio ambiente, não perca este curso que ensinará como fazer sua própria horta orgânica em oito aulas (veja mais sobre os benefícios da agricultura orgânica aqui).

Nesta matéria, veremos os princípios da agricultura orgânica, como ela funciona, como planejar uma horta, além de darmos informações importantes sobre hortas orgânicas.

O que é necessário para se ter uma horta orgânica?

  • Muito sol. Uma área onde haja aproximadamente oito horas de sol por dia fará com que suas hortaliças cresçam grandes e saudáveis. Um modo de analisar o local de plantio é observar se no inverno bate sol no local ao meio-dia;
  • É necessário ter uma fonte de água próxima para que não haja problemas ao realizar a rega da horta;
  • Um local para a composteira doméstica, que fornecerá o adubo para colocar na terra (veja como fazer compostagem aqui).

Como saber se o solo é propício para uma horta?

  • Analisar se ao redor existe alguma árvore ou algo que impeça a exposição plena ao sol;
  • É necessário saber se o solo drena e quais partes são baixas, pois não devemos usar terrenos encharcados;
  • Se o terreno possui boa cobertura vegetal, sabe-se que é medianamente fértil para plantação.

Quais são os princípios de uma horta orgânica?

  • Associação de vários tipos de hortaliças para que uma se beneficie da outra, porém elas não devem competir por nutrientes. Por exemplo, espécies que fazem sombra podem ser cultivadas ao lado daquelas que gostam de sombra;
  • É importante fazer a rotação de culturas para não esgotar os nutrientes do solo. Supondo que uma beterraba (hortaliça tuberosa) esteja plantada em um canteiro, este canteiro deve ser semeado com outro tipo de hortaliça da próxima vez, como alface (hortaliça folhosa). A rotação de culturas também evita o aparecimento de pragas;
  • Adubo proveniente da composteira para enriquecer o solo com nutrientes e auxiliar no desenvolvimento de micro-organismos que vão ajudar no crescimento das plantas.

Informações importantes

  • A horta deve ser posicionada no sentido norte-sul, para o maior aproveitamento da luz solar;
  • Não é todo o espaço reservado para a horta que será plantado, dentro do espaço selecionado serão feitos canteiros de plantio;
  • O solo entre os canteiros devem ser cobertos com folhas secas, para evitar a erosão do solo pelo vento, evitar o ressecamento pelo sol e proteger contra o crescimento de ervas daninhas;
  • O solo deve ser fofo e poroso permitindo a penetração de água, de ar e das raízes;
  • É importante colocar flores ou plantas aromáticas na cabeceira (ponta) dos canteiros. A calêndula, por exemplo, se plantada na cabeceira de um canteiro atrai os insetos que iriam para as outras hortaliças;
  • Existem diversos tipos de hortaliças, como as folhosas, de frutos, tuberosas e condimentares. Os tipos devem ser alterados de temporada em temporada (rotação de culturas) e deve-se escolher aquelas hortaliças que melhor se adaptam à época do ano e ao clima;
  • É importante estar atento ao ciclo de cultura, por exemplo, se forem plantadas alfaces em um canteiro, não se deve plantar todas as mudas de uma só vez, porque posteriormente todos os pés estarão bons para serem colhidos na mesma data e haverá desperdício.

Materiais para delimitar a sua horta orgânica

  • Fio ou linha;
  • Estacas;
  • Martelo ou marreta;
  • Pazinha;
  • Rastelo ou ancinho;
  • Enxada ou sacho;
  • Forquilha de jardim;
  • Trena.

Passo a passo

O vídeo em que foi baseado este curso indica o uso de uma área de 10 m x 10 m para suprir a necessidade de uma família de cinco pessoas; no entanto, para facilitar e adequar as medidas indicadas, utilizaremos uma área de 10 m x 10,2 m para exemplificar o passo a passo, mas você pode fazer o tamanho que couber na sua casa. Então, com o auxílio de uma trena, meça uma área de 10 m x 10,2 m e coloque estacas nos quatro cantos, para passar uma linha entre as estacas e delimitar a área da horta.

É interessante deixar um espaço de 60 cm para fazer uma cerca viva antes dos canteiros de cultivo, então faça outra marcação com 9 m x 8,8 m.

Em seguida, para delimitar os canteiros de cultivo, fique atento à posição do sol, pois temos que colocar os canteiros na posição norte-sul para o maior aproveitamento dos raios solares. Vamos marcar uma área de aproximadamente 1,2 m de largura com linha e estacas também. Sua largura deve ser ideal para que, ao agachar ao lado do canteiro, você alcance metade dele com a mão. O comprimento deve ser de 7,8 m, ou seja, 100 cm menor que o comprimento da cerca viva da horta, isto para deixar um espaço de 50 cm entre a ponta do canteiro e o limite da horta para que seja possível andar entre os canteiros.

Cada canteiro de 1,2 m será separado dos outros por um espaço de 50 cm também, isto porque ao andar entre os canteiros o solo será compactado.

Com uma enxada, retire do canteiro as plantas remanescentes como grama e ervas daninhas, sem revirar muito a terra, pois os primeiros 10 cm de terra contêm micro-organismos que serão aliados para nossa horta, fornecendo nutrientes importantes. Então, com o rastelo, junte as ervas daninhas para serem recolhidas e, por fim, deixe a terra mais fofa com a forquilha de jardim.

A imagem acima representa a disposição dos canteiros, sendo o verde listrado a área de cerca viva, o verde claro, a área livre para andar entre os canteiros, e o marrom, a área dos canteiros.

Curiosidade

Veja abaixo um calendário de plantio, segundo o Calendário Brasileiro de Hortaliças da Embrapa, quais os melhores meses para o plantio de cada hortaliça.

Nome popular Sul Sudeste Nordeste Centro-Oeste Norte Ciclo (dias)
Abóbora Out./Fev. Set./Mar. Mar./Out. Ano todo Abr./Ago. 90-120
Abobrinha Italiana Set./Maio Ago./Maio Mar./Out. Ano todo Abr./Ago. 45-60
Acelga Fev./Jul. Fev./Jul. - - Abr./Jun. 60-70
Agrião Fev./Out Fev./Jul. Mar./Set. Mar./Jul Abr./Jul. 60-70
Alcachofra Fev./Mar. Fev./Mar. - - - 180-200
Alface de Inverno Fev./Out. Fev./Jul. Mar./Set. Mar./Set. Mar./Jul. 60-80
Alface de Verão Ano todo Ano todo Ano todo Ano todo Ano todo 50-70
Alho Maio/Jun. Mar./Abr. Maio Mar./Abr. - 150-180
Alho-Poró Mar./Jun. Mar./Jun. Maio/Jun. Abr./Jun. - 90-120
Almeirão Fev./Out. Fev./Ago. Fev./Ago. Fev./Ago. Abr./Abr. 60-70
Batata Nov./Dez. Abr./Maio - Abr./Maio - 90-120
Batata Doce Out./Dez. Out./Dez. Ano todo Out./Dez. Ano todo 120-150
Berinjela Ago./Jan. Ago./Mar. Ano todo Ago./Fev. Abr./Ago. 100-120
Beterraba Ano todo Ano todo Abr./Ago. Abr./Ago. - 60-70
Brócolis de Inverno Fev./Set. Fev./Jul. - Fev./Maio - 90-100
Brócolis de Verão Out./Dez. Set./Jan. Out./Fev. Out./Jan. Abr./Jul. 80-100
Cebola Jul./Ago. Fev./Maio Fev./Abr. Fev./Maio Fev./Maio 120-180
Cebolinha Ano todo Ano todo Mar./Jul Abr./Ago. Abr./Out. 80-100
Cenoura de Inverno Fev./Ago. Mar./Jul. - Abr./Jul. - 90-110
Cenoura de Verão Nov./Jan. Out./Mar. Out./Mar. Out./Mar. Out./Mar. 85-100
Chicória Fev./Jul. Fev./Jul. Fev./Ago. Abr./Jun. Mar./Ago. 60-70
Chuchu Set./Out. Set./Out. Ano todo Set./Out. Abr./Jul. 100-120
Coentro Set./Jan. Ago./Fev. Ano todo Ago./Abr. Abr./Out. 50-60
Couve Manteiga Fev./Jul. Fev./Jul. Abr./Ago. Fev./Jul. Abr./Jul. 80-90
Couve Chinesa Ano todo Ano todo Mar./Maio Mar./Maio - 60-70
Couve-Flor de Inverno Fev./Jun. Fev./Abr. Fev./Jul. Fev./Jul. - 100-110
Couve-Flor de Verão Dez./Jan. Out./Fev. Nov./Dez. Out./Jan. Nov./Fev. 90-100
Ervilha Abr./Maio Abr./Maio - Abr./Maio - 60-70
Espinafre Fev./Set. Fev./Set. Mar./Ago. Mar./Ago. Mar./Maio 60-80
Feijão Vagem Set./Mar. Ago./Mar. Ano todo Mar./Ago. Abr./Jul. 60-70
Inhame Jun./Set. Jun./Set. Dez./Jan. Jul./Ago. Jun./Set. 150-180
Jiló Set./Fev. Ago./Mar. Mar./Set. Abr./Ago. Abr./Ago. 90-100
Mandioquinha-Salsa Abr./Maio Abr./Maio - Abr./Maio - 300-360
Melancia Set./Jan. Ago./Mar. Mar./Set. Set./Dez. Abr./Ago. 85-90
Melão - Set./Fev. Mar./Set. Set./Dez. Abr./Ago. 80-120
Milho-Verde Ago./Fev. Set./Dez. Out./Mar. Set./Jan. Mar./Maio 80-110
Moranga Set./Dez. Set./Dez. Mar./Jun. Set./Dez. - 120-150
Morango Mar./Abr. Mar./Abr. - Fev./Mar. - 70-80
Nabo Abr./Maio Jan./Ago. Fev./Jul. Fev./Jul. Abr./Jul. 50-60
Pepino Set./Fev. Set./Fev. Ano todo Jul./Nov. Abr./Set. 45-60
Pimenta Set./Fev. Ago./Mar. Ano todo Ago./Dez. Jul./Dez. 90-120
Pimentão Set./Fev. Ago./Mar. Maio/Set. Ago./Dez. Abr./Jul. 100-120
Quiabo Out./Dez. Ago./Mar. Ano todo Ago./Fev. Ano todo 70-80
Rabanete Mar./Ago. Mar./Ago. Mar./Jul. Abr./Set. Mar./Ago. 25-30
Repolho de Inverno Fev./Set. Fev./Jul. Fev./Jul. Fev./Jul. - 90-110
Repolho de Verão Nov./Jan. Out./Fev. Ano todo Out./Fev. Mar./Set. 90-110
Rúcula Mar./Ago. Mar./Ago. Mar./Jul. Mar./Jul. - 40-60
Salsa Mar./Set. Mar./Set. Mar./Ago. Mar./Ago. - 60-70
Tomate Set./Fev. Ano todo Ano todo Ano todo Mar./Jul. 100-120

Se você mora em apartamento ou não tem espaço na sua casa, você ainda pode ter uma hortinha na janela! Veja como isso é possível aqui.

Confira o vídeo em que esta matéria se baseou, preparado pelo BorelliStudio. O vídeo está em espanhol, mas há a possibilidade de ativação de legendas em português.


Veja também:


 

Comentários  

 
+1 #1 2016-01-17 14:38
Ótimas informações. Parabéns.
Gostaria de receber por e-mail novidades e publicações relacionadas a horta orgânica e criação de galinhas caipiras.
Obrigado.
Fernando Martins.
Citar
 
 
+2 #2 2016-02-07 21:17
pretendo produzir organicos aliais produzir saude
Citar
 
 
+1 #3 2016-02-07 21:20
bom
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail