Poluição luminosa faz com que enxames de mariposas gigantes causem transtornos na Malásia

eCycle

Luzes de navegação e das cidades atraem os insetos

Neste início de junho, várias cidades da Malásia estão sofrendo com a invasão das mariposas gigantes. Os milhares de insetos peludos, que têm até 16 centímetros de envergadura, chegaram a causar a paralisação de uma partida oficial de futebol.

Em Cingapura, um país vizinho, também houve problemas. Cerca de 800 pessoas se queixaram dos insetos, principalmente no mês de maio.

De acordo com especialistas, esse tipo de mariposa, conhecida como Lyssa zampa, é comum na Ásia. No entanto, o normal é que elas apareçam em número muito pequeno, a ponto de nem serem notadas, principalmente entre os meses de abril e agosto.

Ecologistas alegam que o uso da luz para navegação de embarcações acaba atraindo as mariposas gigantes para regiões mais iluminadas, como as cidades.

No entanto, neste caso não há tanto prejuízo, já que os insetos são inofensivos. O único risco é para pessoas que possuem problemas respiratórios, já que as mariposas soltam pelos.

A poluição luminosa é assunto sério, pois altera o ciclos fundamentais de diversos animais. Para saber mais a respeito, clique aqui.

Veja também:
-Poluição luminosa afeta ciclos naturais dos animais, dizem pesquisadores
-Como seria o céu se pudéssemos ver as estrelas?

 

Comentários 

 
0 #1 2014-06-16 23:46
As mariposas podem ser inofensivas mas, certamente, o comportamento não usual significa que as condições de vida delas (alimentação, reprodução...) estão sendo afetadas, assim como a de seus predadores e todos animais, insetos, plantas envolvidos na cadeia alimentar em questão. Portanto, existe um prejuízo que não é trivial de se avaliar...
Obrigada por continuarem a chamar a atenção para os problemas relacionados à poluição luminosa.
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar pelo site você concorda com o uso dos mesmos. Saiba mais ×