Pesquisadoras criam bola que transforma energia cinética dos chutes em eletricidade

eCycle

Invento pode ser usado para recarregar aparelhos eletrônicos ou servir de fonte para luminárias

Imagine produzir energia enquanto pratica o esporte que é paixão nacional e um dos mais populares do mundo. É essa a ideia por trás da criação de quatro pesquisadoras da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. Trata-se de uma bola de futebol que captura energia a cada chute e pode ser usada para carregar lâmpadas LED, pequenas baterias e aparelhos eletrônicos.

Batizada de Soccket, um trocadilho entre as palavras soccer (futebol) e socket (soquete), a bola possui em seu interior um pequeno pêndulo que aproveita a energia cinética do movimento através de um gerador conectado a uma bateria recarregável. Depois de carregada a bateria, basta plugar a lâmpada ou qualquer aparelho eletrônico.

Por meio de 15 minutos de embaixadinhas ou do tradicional "gol a gol", é possível o fornecimento de três horas de energia para uma lâmpada LED. A bola é cerca de 28 gramas mais pesada do que os modelos convencionais e sua matéria-prima é uma espuma vinílica acetinada (EVA) resistente a água, durável, à prova de esvaziamento e macia ao toque.

A bola foi mais um projeto que deu certo devido ao crowdfunding (financiamento coletivo), em que as criadoras expuseram a ideia no site Kickstarter na tentativa de arrecadar U$S 75 mil para financiar o projeto. Com o sucesso inesperado, a Soccket arrecadou cerca de U$S 92 mil. Agora, as criadoras estão pedindo doações aos interessados pelo site Soccket, para poderem desenvolver e distribuir as bolas para famílias sem recursos, já que uma fonte de energia muitas vezes não é facilmente encontradas nas periferias de países pobres.

As primeiras versões já foram levadas para famílias que não tem luz elétrica na África do Sul, no México e no Brasil. E o resultado foi positivo porque muitas das famílias estão utilizando a bola para iluminação de suas casas à noite e as crianças aproveitam para, depois de jogar uma bola com os amigos, usarem a lâmpada LED para estudar.

Outro destino da bola foi as escolas, onde as criadoras entregaram aos professores alguns exemplares para auxiliar na aprendizagem a respeito de energia, por exemplo.

O objetivo, segundo o próprio site oficial, é criar um produto que possa aproveitar a infraestrutura local existente em ambientes pobres e sem recursos financeiros para produzir as bolas Soccket.

Confira o vídeo abaixo (em inglês) sobre o produto. Para conhecer mais a respeito, visite o site oficial.

Fotos: Kickstarter

Veja também:
-
Britânico cria tapete que gera energia elétrica com a força de pisadas
-Corrimão gera energia elétrica


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail