Pesquisa realizada pelo Instituto Akatu traça perfil de consumo dos brasileiros

eCycle

Sustentabilidade tem se tornado cada vez mais valorizada

O Instituto Akatu, ONG brasileira que trabalha em favor do consumo consciente, lançou, no primeiro semestre de 2013, a Pesquisa Akatu 2012: Rumo à Sociedade do Bem-Estar, estudo que traça um panorama dos hábitos dos consumidores brasileiros.

A sustentabilidade é um dos pontos mais significantes. Entre os anos de 2010 e 2012, o número de brasileiros que já ouviu falar no termo sustentabilidade subiu de 44% para 60%.

Dos que já estão familiarizados com o termo, 40% possuem um entendimento ambiental do conceito, enquanto 23% explicaram o termo por meio de exemplos, também ligados ao meio ambiente. Por outro lado, 25% ainda têm entendimento errado sobre o termo.

Do número total de entrevistados, somente 7% realmente sabe o que é sustentabilidade. Mas o número de pessoas interessadas em se informar cresceu, saindo de 14% em 2010 e chegando a 24% em 2012.

Outra descoberta importante da pesquisa é a tendência do consumidor brasileiro valorizar as premissas da sustentabilidade ao invés das da sociedade de consumo, o que mostra uma disposição para a mudança de comportamento, em criar hábitos de consumo mais responsáveis e sustentáveis.

Além disso, é descrita uma tendência crescente em valorizar ”a saúde e o desfrute de uma vida com qualidade” em detrimento do espirito consumista vigente.

Consumo sustentável

Alguns pontos interessantes foram observados sobre o hábito de consumo brasileiro. Enquanto as classes sociais mais altas valorizam um estilo de vida sustentável e saudável, as mais baixas reduzem em menor velocidade as prioridades consumistas.

O mesmo pode ser observado quando o assunto é energia, resíduos e qualidade da água.

Mas também há semelhanças. Todas as classes preferem estar com quem mais gostam a simplesmente dar presentes. Mas ainda assim, quanto mais alta a classe social, maiores as prioridades sustentáveis.

Percepção dos produtos

Outra pesquisa, essa realizada pelo Instituto Market Analysis em parceria com o Idec, aponta que apenas 24% das pessoas percebem por si mesmas mensagens sobre quaisquer assuntos escritas nas embalagens de produtos.

Por outro lado, as mensagens percebidas são sobre meio ambiente e sustentabilidade.  53% dos consumidores são atingidos por essas mensagens. Outras mensagens, como o fato de o produto ser saudável, a qualidade, a durabilidade e a economia também são bastante percebidas.

Por um consumo mais consciente

De forma geral, os estudos descrevem um panorama em que, mesmo sem o entendimento total sobre os termos sustentabilidade e consumo sustentável, existe uma simpatia e tendência à adesão a esses conceitos.

Para levar um estilo de vida mais saudável e que mitigue danos ambientais, mesmo que em pequena escala, bastam pequenas mudanças nos hábitos de consumo. Prefira produtos duráveis ao invés dos descartáveis e valorize o consumo compartilhado em detrimento ao uso individual.

Sempre que possível, opte por produtos sustentáveis e mais saudáveis e não desperdice alimentos, bens naturais e produtos. Conheça mais dicas na seção Consuma Consciência.

Veja também:
-Acompanhe 12 dicas para você ser vegetariano nos dias úteis da semana
-O planeta à beira de um colapso
-Cinco dicas para diminuir os VOCs na sua casa


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail