Proibida em alguns países, técnica para extrair gás será testada no Brasil

eCycle

Conhecida como fracking, método pode aumentar em até seis vezes a reserva do país, mas há riscos de contaminação da água

Nos próximos meses, o Brasil irá testar uma nova técnica para aumentar em até seis vezes a quantidade de gás natural extraído em três bacias localizadas nos estados de Minas Gerais e Bahia. O problema é que o método é polêmico e controverso, podendo causar terremotos e contaminação dos lençóis freáticos.

O fraturamento hidráulico ou fracking (em inglês) já foi proibido em alguns países da Europa por conta da falta de conhecimento científico sobre os danos ambientais que a técnica pode causar. O método consegue retirar o gás em até 1,5 mil metros de profundidade de um tipo de rocha chamado xisto.

A Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA) se prontificou a realizar mais estudos a respeito, pois há grande preocupação com o aumento da incidência de terremotos e contaminação dos lençóis freáticos.

Pesquisadores da Duke University, na Pensilvânia, publicaram, em 2011, um artigo na revista Proceedings of the Nacional Academy of Sciences que alertava sobre o aumento de metano na água potável em áreas próximas a regiões de fracking. Porém, não foi comprovada relação entre as duas ações.

Outra preocupação é com os produtos químicos utilizados no processo de perfuração do solo e abertura de fendas no subsolo. Eles podem vir a contaminar fontes de água mais profundas e, caso isso ocorra, é impossível promover a recuperação.

Brasil

Já no Brasil, a Agência Nacional de Petróleo (ANP) afirma que o uso do fracking será bem monitorado e nosso país não irá cometer os mesmos erros dos americanos. De início, a técnica será testada em três bacias: Vale do Parnaíba (MG), Parecis (MT) e Recôncavo (BA).

Espera-se que a quantidade de gás natural do país aumente em até 208 trilhões de pés cúbicos (TCF). O número atual é de 32 milhões de TCF e, segundo a agência de energia norte-americana, caso o fracking dê certo, o Brasil pode atingir a 10ª posição no ranking de maiores reservas.

Filme

Para entender melhor como se dá o procedimento de extração do gás e quais são os problemas envolvidos na nova técnica, confira o trailer do documentário Gasland, do diretor Josh Fox:


Imagem: Getty Images


 

Comentários 

 
+1 #1 2014-06-23 00:41
Aqui no Paraná essa porcaria já teve uma liminar do MPF para suspender sua implementação. Mais de duas mil pessoas foram às ruas na cidade de Toledo para protestarem contra isso. Curiosamente isso está sendo implementado sem o conhecimento da população. Bem coisa de um regime de exceção...
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail