Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Publicação tem imagens e infográficos para explicar como é o trabalho de conservação na região e curiosidades sobre espécies

Se preferir, vá direto ao ponto Esconder

Por WWF-BrasilProjeto Onças do Iguaçu e o Proyecto Yaguareté, em parceria com o WWF-Brasil, lançam o livro Bichos do Parque Nacional do Iguaçu: a vida no seu quintal. Feito com imagens de algumas das espécies registradas com o auxílio de armadilhas fotográfica, o material mostra a riqueza da biodiversidade da Mata Atlântica. 

Além das fotos, a publicação traz informações sobre 37 desses animais do Parque Nacional do Iguaçu, localizado no estado do Paraná, e do seu quintal –começando, é claro, pela onça-pintada. O livro também mostra um pouco da história da Mata Atlântica e como o é o trabalho dos pesquisadores na região.

Com pegadas em tamanho real, o material servirá de apoio para os trabalhos de conscientização no Parque Nacional do Iguaçu e nas áreas do entorno. Além do livro completo, também foram disponibilizadas imagens para colorir três dos animais mais importantes da Mata Atlântica: a onça-pintada, a anta e a jacutinga.

Sobre o Projeto Onças do Iguaçu

O Projeto Onças do Iguaçu tem como missão a conservação da onça-pintada como espécie chave para a manutenção da biodiversidade do Parque Nacional do Iguaçu. A partir da iniciativa, são desenvolvidos trabalhos com pesquisa, engajamento e coexistência entre pessoas e onças. A ação é realizada em parceria com o Parque Nacional do Iguaçu (ICMBio), o Cenap (Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros) e o Instituto Pró Carnívoros, com a colaboração do WWF-Brasil e de outras organizações.

De acordo com Yara Barros, coordenadora executiva do Projeto Onças do Iguaçu, a parceria é muito importante. “A equipe é recebida para bate-papos sobre as onças nas escolas, nas casas, nas associações e até em bares! Muitos moradores também nos contam o que sabem sobre os bichos da região. É uma troca valiosa”, comenta.

Para o projeto, o livro é um retorno para os moradores do entorno do Parque Nacional do Iguaçu, que facilitarm o acesso da equipe às suas propriedades e apoiam a pesquisa e conservação das onças.

Este texto foi originalmente publicado por WWF Brasil de acordo com a licença Creative Commons CC-BY-NC-ND. Leia o original.