Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Saiba como comunidades do Acre realizam a pesca do pirarucu sem afetar sua biocapacidade

O pirarucu, conhecido também como “bacalhau da Amazônia”, é chamado cientificamente de Arapaima gigas, sendo um dos maiores peixes de água doce do Brasil. Ele pode atingir três metros e pesar até 200 kg.

Normalmente o pirarucu é encontrado na bacia amazônica, nas áreas de várzea, onde o movimento das águas é mais calmo. O nome “pirarucu” vem da união de dois termos de origem tupi: pirá, “peixe”, e urucum, “vermelho”, devido à cor de sua cauda.

A pesca do pirarucu feita de maneira incorreta coloca a espécie em risco, mesmo sendo um peixe resistente. Por outro lado, o manejo correto permite a continuidade da reprodução, garantindo sua biocapacidade, e, consequentemente, a sustentabilidade na pesca. Saiba mais sobre o peixe da Amazônia no vídeo abaixo, uma animação que mostra como é feito o manejo do pirarucu em comunidades do Acre:


Fonte: WWF

Veja também: