Como será a vida depois do coronavírus?

eCycle

É possível imaginar que a atual experiência de tensão e isolamento social servirá como base para repensarmos nosso comportamento e estilo de vida

A crise provocada pelo coronavírus elevou o nível de tensão como há muito não víamos. Uma geração inteira que nasceu depois da Guerra Fria e da hiperinflação brasileira passa possivelmente por sua primeira grande crise. É possível imaginar que o atual cenário, de medo de contaminação e isolamento social, seja ele possível ou não, deixará marcas profundas em nossa sociedade.

Como toda tragédia tem seu lado positivo, gostaríamos de fazer um exercício de imaginação e propor algumas mudanças que o coronavírus pode acabar provocando em nossa sociedade.

Vamos repensar?

1) Os saltos serão abolidos?

Ao trabalhar de casa, talvez muitas pessoas percebam que não é necessário usar saltos altos, ternos ou roupas sociais para realizar um bom trabalho. A seriedade de um profissional não precisa ser norteada pelas roupas que veste. Será que as empresas repensaram o dress code depois do coronavírus?

2) Deslocamentos pela cidade

Uma sensação que fica ao fazer tudo de casa, on-line, é a de que perdemos muito tempo nos deslocando pelas grandes cidades. Seja no ônibus, metrô ou de carro, o transito nos roupa tempo e qualidade de vida, sem falar no estresse. Uma lição que o atual período deixa é que muitas coisas podem ser feitas on-line, evitando o desgaste e as emissões de gases estufa geradas pelos deslocamento

3) Métodos de transporte

Ainda na linha da locomoção, talvez observemos um crescimento no número de pedestres e usuários de bicicletas. O medo da contaminação no transporte público fez com que cidades como Nova York presenciassem um aumento em seu número de ciclistas, já que na bicicleta é mais fácil garantir a limpeza. Andar também parece oferecer menos risco que o ambiente fechado dos transportes públicos ou carros individuais.

4) Viagens de negócios e conferências internacionais

Já imaginou uma conferência da ONU em que todo mundo está on-line por vídeo? O atual momento tem nos mostrado que isso já é possível e que muitas viagens de negócios poderiam ser evitadas com reuniões on-line. Já imaginou a redução na pegada de carbono que isso iria gerar para empresas e países?

5) Apartamentos dormitório

Algumas pessoas não tem condições de escolher o tamanho de suas casas, mas, dentre os privilegiados do sistema, uma tendência vinha crescendo nos últimos anos nas grandes cidades: os microapartamentos. Talvez depois de serem obrigadas a passar um tempo em casa, as pessoas se questionem sobre sua condição de vida em um espaço que não foi feito para servir à convivência, mas apenas como dormitório.

6) Ensino à distância

O atual modelo de EaD baseado em aulas gravadas e entrega de atividades pode ser substituído por aulas em tempo real, com horário agendado com os alunos, mas cada um da sua casa. No lugar de uma aula estática com um conteúdo fixo, os alunos poderiam interagir, em um ambiente muito próximo de uma sala de aula presencial.

7) Burocracias

É muito provável que escolas, empresas e instituições públicas percebam que existe uma série de processos que já poderiam estar digitalizados há anos. Em apenas alguns dias, muitos órgãos encontraram um jeito de realizar on-line tarefas que antes demandavam idas e vindas, filas e um enorme tempo de espera. Ficam aqui nossos desejos pelas manutenção dos mais variados serviços burocráticos na esfera digital.

8) Uso inteligente da internet

Talvez a partir de agora a internet passe a ser menos um local de disputa e mais de encontros. Com o distanciamento social, percebemos o valor de uma chamada de vídeo com nossos familiares e amigos, a possibilidade de resolver os mais variados problemas on-line e a chance de descobrir novos conteúdos de acordo com nossos interesses.

9) Nosso consumo de comida

Enquanto o dia a dia corrido mantém muita gente na rua, o coronavírus fechou diversos estabelecimentos e forçou as pessoas a recorrerem ao bom e velho supermercado. Ali, é provável que alguns criaram coragem de fugir das sessões de ultraprocessados e encarar as gôndolas de legumes, talvez guiados por alguma live de culinária. Depois que a pandemia passar, talvez os adeptos da entrega de alimentos não muito saudáveis ou os amantes do miojo se animem a manter uma alimentação mais caseira, com mais vegetais e recheada não de açúcar, mas de sabor.

10) Valorização do tempo off-line

Se a internet se faz fundamental para manter as pessoas unidas nesse momento, quem sabe depois do coronavírus ela possa ser dispensada nos encontros presenciais. Afinal, qual a necessidade se ficar mexendo no celular enquanto você está no bar com seus amigos? Depois desse período de afastamento, aproveite o tempo com as pessoas que você ama, dê abraços apertados e valorize os momentos de encontro.


Veja também:

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar pelo site você concorda com o uso dos mesmos. Saiba mais ×