Evolução humana: resumo em 12 aulas

eCycle

“A Saga da Humanidade” amplia informação sobre a história natural que nos trouxe até aqui. Confira

evolução humana

"Perguntar se nós, humanos, descendemos do macaco é inadequado – somos macacos. A evolução que resultou no Homo sapiens não foi linear, e sim feita de idas e vindas. Ficamos bípedes não de uma vez só, mas aos poucos. Durante milhões de anos, os hominídeos viveram entre a copa das árvores e o chão: a chamada bipedia facultativa", diz Walter Neves, o maior especialista brasileiro em evolução humana, docente do Instituto de Biociências da USP. Em 12 aulas curtas e simples, ele apresenta os pontos principais do caminho trilhado pelo ancestral comum a nós e aos chimpanzés até o aparecimento do H. sapiens, 200 mil anos atrás.

Em sua carreira de quarenta anos como pesquisador da evolução humana, Walter Neves reuniu réplicas de crânios das espécies de grandes símios e de hominídeos que nos precederam ou, em certos períodos dessa história de sete milhões de anos, conviveram com os humanos ou com nossos ancestrais. O curso "A Saga da Humanidade" baseia-se nessas réplicas, em torno das quais Neves relata os hábitos e características de cada espécie. Do Sahelanthropus tchadensis ao Homo neanderthalensis, o professor nos conduz pela longa saga que levou nossa espécie a ocupar o planeta.

Evolução humana em 12 aulas

Evolução humana - Aula 1 (chimpanzés e humanos)

Há sete milhões de anos, provavelmente na África, viveu um ancestral comum aos chimpanzés e a nós, humanos.

Na aula 1, Walter Neves explica o porquê de sua afirmação de que "somos macacos":

Evolução humana - Aula 2 (chimpanzés e humanos, II)

Na aula 2, Walter Neves apresenta as características que diferenciam o crânio dos chimpanzés do dos humanos e explica porque detalhes são tão importantes para entender os fósseis.

Evolução humana - Aula 3 (evolução em mosaico)

A evolução humana não aconteceu linearmente e sim em mosaico - esse é um dos mitos desmentidos na aula 3.

Evolução humana - Aula 4 (Sahelanthropus tchadensis)

Na aula 4, será mostrado o crânio de um antiquíssimo homíninio (primata hominóideo que faz parte da família Hominidae) - o Sahelanthropus tchadensis, de sete milhões de anos. O fóssil é tão antigo que poderia até ser o chamado de "elo perdido" entre chimpanzés e humanos. E já era bípede.

Evolução humana - Aula 5 (Ardipithecus ramidus)

A aula 5 tratará do Ardipithecus ramidus, um ancestral que viveu na África há quatro milhões e meio de anos. Os arqueólogos encontraram quase um esqueleto inteiro do ramidus, o que permite saber que a espécie tinha características de bípede e de primata que vivia em árvores.

A evolução humana - Aula 6 (Australophitecus afarensis)

O Australopithecus afarensis é uma espécie descrita a partir da localização, na Etiópia, nos anos 1960, da famosa "Lucy". O afarensis viveu há 3,2 milhões de anos e é o tema desta aula 6.

A evolução humana - aula 7 (Homo habilis)

Nesta aula 7, Walter Neves apresenta o Homo habilis, espécie com capacidade craniana maior que a dos chimpanzés.

A evolução humana - aula 8 (Homo erectus)

O Homo erectus foi o primeiro homíninio a deixar a África - e o primeiro bípede terrestre. Há 1,8 milhões de anos, a espécie já estava no Cáucaso e dali se expandiu para outras partes da Ásia. Mas por que ele não chegou à Europa? Confira a resposta dessa pergunta na aula 8.

A evolução humana - aula 9 (Homo heidelbergensis)

Os crânios do H. heidelbergensis têm quase a capacidade do crânio dos Homo sapiens, entenda.

A evolução humana - aula 10 (Homo neanderthalensis)

O primeiro fóssil de um neandertal foi encontrado na metade do século XIX - uma calota craniana foi descoberta e a espécie foi descrita. Em 1908, apareceu um crânio inteiro na França. Neandertais e humanos cruzaram, trocando genes.

A evolução humana - aula 11 (Homo sapiens)

A nossa espécie - Homo sapiens, um descendente dos H. heidelbergensis - surgiu há 200 mil anos, junto com perguntas sobre o sentido da vida, e é tema desta aula 11.

A evolução humana - observações finais

Neste vídeo, Walter Neves recomenda livros e exposições - e fala o que pensa sobre religião e ciência.


Fonte: Jornal USP

Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail