Dez dicas para diminuir as pegadas de carbono da sua despensa

Elimine alguns hábitos que aumentam a sua pegada de carbono e prejudicam o meio ambiente

Compra no mercado, pegada de carbono

A pegada de carbono vem da expressão em inglês "carbon footprint", e está relacionada à nossa pegada ambiental que afeta o mundo todo, medindo quanto de dióxido de carbono produzimos através de nossas atividades diárias e como algumas atitudes fazem crescer a emissão de gases de efeito estufa, consequentemente contribuindo para o aquecimento global.

Geralmente, cada indivíduo tem uma pegada de 4 toneladas de dióxido de carbono por ano. Alguns sites bacanas e interativos te ajudam a calcular a sua própria pegada de carbono, como o site português CGD.

Vamos começar aos poucos e pensar na despensa da sua casa. Será que a sua cozinha é tão "verde" quanto você imaginava? Veja a lista que fizemos para que sua despensa seja mais ecologicamente amigável.

1. Evite compras semanais

Não faça compras à toa, pois além de perder tempo, isso traz consequências ao meio ambiente, o que acaba sendo uma atitude pouco eficiente e nada ecológica. Faça listas de compras para evitar ter que sair novamente por ter esquecido um só item - o ideal é a chamada despensa aqui no Brasil, quando você faz as compras de todos os itens básicos mensalmente.

2. Use sacolas reutilizáveis

Estão lembrados de todo o rebuliço que houve por conta das sacolinhas plásticas? Não é mito, elas realmente levam cerca de dez anos para se decomporem, além de que seu descarte incorreto acarreta na poluição dos mares, por exemplo, causando morte de vários animais marinhos que ingerem fragmentos plásticos. Então, lembre-se de carregar consigo sacolas reutilizáveis (como as oxibiodegradáveis ou ecobags) para levar suas compras. Veja outras alternativas às sacolinhas de supermercado.

3. De olho na embalagem

Ao fazer suas compras, observe se as embalagens dos produtos são recicladas ou recicláveis e, se possível, opte por elas. Além disso, você pode comprar especiarias a granel em vez das industrializadas e armazená-las em potes e recipientes reciclados esterilizados.

4. Evite desperdiçar alimentos

Não deixe seus alimentos estragarem, para isso, você pode utilizar frascos transparentes para armazenar a comida, datar os alimentos perecíveis para saber até quando eles podem ser utilizados, e organizar sua despensa de forma que você utilize primeiro os alimentos com expiração da data de validade mais próxima. Veja 18 dicas para evitar o desperdício de alimentos.

5. Use uma composteira

A compostagem é a reutilização do lixo orgânico que o transforma em adubo. Fazer compostagem doméstica minimiza os impactos ambientais do seu consumo diário, assim diminuindo a sua pegada de carbono. Aqui no Portal eCycle, há um guia da compostagem que explica como funciona cada um dos métodos de compostagem; e, depois, você pode comprar a sua composteira aqui mesmo na Loja eCycle.

6. Prefira itens cultivados localmente

Seja um locávoro, ou seja, prefira comprar itens que sejam produzidos em lojas locais. Comprar temperos e especiarias, por exemplo, que são cultivados em lugares mais distantes pode aumentar sua pegada de carbono. Adquiri-los de fazendas locais e nas feiras é uma boa pedida. Saiba mais sobre o que são os locávoros. Outra ideia é fazer sua própria horta orgânica, ou ainda, se você não tiver muito espaço para isso, você pode criar uma horta na janela da sua casa.

7. Seja vegetariano uma vez por semana

Sendo vegetariano pelo menos uma vez por semana, você poupa os enormes gastos de água e de energia que ocorrem no processo de produção para o consumo de carne, e portanto, além de fazer muito bem para a sua saúde, essa atitude diminui a sua pegada de carbono. Se conseguir manter essa dieta duas ou três vezes na semana, será ainda melhor (veja como ser vegetariano ao menos uma vez por semana).

8. Use produtos de limpeza “verdes”

Você pode usar vinagre, limão, bicarbonato de sódio e óleos essenciais em vez de produtos industrializados, pois, além de serem menos nocivos ao meio ambiente, eles irão fazer um favor para a sua pele, para os seus pulmões e para o seu bolso também! Veja algumas dicas de misturas que você pode criar com sete ingredientes que você provavelmente tem em casa para fazer potentes produtos de limpeza caseiros.

9. Evite comidas processadas

Os alimentos processados são uma grande facilidade, mas tal economia de tempo e dinheiro pode acarretar em consequências enormes para a sua saúde. Muitos dos alimentos processados possuem aditivos, conservantes e ingredientes artificiais que são tóxicos ao nosso organismo. Portanto, dê um tempo a batatas chips, refrigerantes e carnes processadas. Além de fazerem mal à nossa saúde, as técnicas empregadas no sistema de produção de tais alimentos trazem impactos para o meio ambiente. Evite-os ao máximo!

10. Leia os rótulos

É sempre importante saber exatamente o que você está ingerindo. Portanto, atenção aos rótulos e fique longe de produtos enlatados que tenham ingredientes processados, como açúcares, gorduras e substâncias químicas.


Fontes: Greener Ideal e WWF

Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail