Compartilhando espaço: como dois casais conseguem viver e trabalhar em 65 m²

Devido ao uso inteligente, espaço é otimizado para atender quatro pessoas

Apartamento

Os escritórios de arquitetura P10 StudioMiel Architects foram os responsáveis pela transformação de um apartamento de 65 m², localizado em Barcelona, Espanha, em um local de moradia e home office destinado para até quatro pessoas. A equipe readequou o apartamento, extraindo o máximo de espaço para dois casais, sem sacrificar aspectos como privacidade e conforto.

A premissa do projeto foi pensar quais espaços poderiam ser compartilhados e quais não. Durante o dia, cada habitante pode circular à vontade, sem bloquear a luz natural entre os ambientes. De noite, cada um pode se isolar em seu espaço privado deslizando as portas acústicas que dividem os cômodos.

Sala

A planta retangular foi dividida entre espaços comuns localizados no centro e áreas privadas nas extremidades, assim foi possível organizar o apartamento para proporcionar uma vida compartilhada na medida certa - ou, como diriam os designers, uma “experiência de coexistência flexível”.

A área de convivência consiste em sala de estar e cozinha, feitas com uma grande quantidade de materiais reaproveitados. Os espaços privados possuem banheiros próprios e quartos com mezanino; uma área extra para receber visitas.

Confira o vídeo e fotos, que mostram o funcionamento do local.

Planta

Planta


Fonte: Arquitetura Sustentável


Veja também:


  • Whatsapp
  • facebook
  • twitter
  • linkedin
  • google+
  • email
  • Os escritórios de arquitetura P10 StudioMiel Architects foram os responsáveis pela transformação de um apartamento de 65 m², localizado em Barcelona, Espanha, em um local de moradia e home office destinado para até quatro pessoas. A equipe readequou o apartamento, extraindo o máximo de espaço para dois casais, sem sacrificar aspectos como privacidade e conforto.

    A premissa do projeto foi pensar quais espaços poderiam ser compartilhados e quais não. Durante o dia, cada habitante pode circular à vontade, sem bloquear a luz natural entre os ambientes. De noite, cada um pode se isolar em seu espaço privado deslizando as portas acústicas que dividem os cômodos.

    Sala

    A planta retangular foi dividida entre espaços comuns localizados no centro e áreas privadas nas extremidades, assim foi possível organizar o apartamento para proporcionar uma vida compartilhada na medida certa - ou, como diriam os designers, uma “experiência de coexistência flexível”.

    A área de convivência consiste em sala de estar e cozinha, feitas com uma grande quantidade de materiais reaproveitados. Os espaços privados possuem banheiros próprios e quartos com mezanino; uma área extra para receber visitas.

    Confira o vídeo e fotos, que mostram o funcionamento do local.

    Planta

    Planta


    Fonte: Arquitetura Sustentável


    Veja também:

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail