Poluição do ar mata mais no Reino Unido do que no Brasil, na Suécia e nos EUA

Brasil tem taxa de mortalidade causada por poluição do ar de 15,8 para cada 100 mil habitantes

Londres

Os habitantes do Reino Unido são 64 vezes mais propensos a morrer de poluição do ar do que os moradores da Suécia. Com relação aos EUA, a chance é duas vezes maior, segundo os números de um novo relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) revelam.

A Grã-Bretanha tem uma taxa de mortalidade por poluição do ar de 25,7 por cada 100 mil pessoas. O país também foi derrotada pelo Brasil e pelo México - e ficou muito atrás da Suécia, a nação mais limpa da UE, com uma taxa de mortalidade de 0,4 para cada 100 mil habitantes.

A taxa dos EUA foi de 12,1 para cada 100 mil, a brasileira foi de 15,8 e a mexicana de 23,5, enquanto a da Argentina foi de 24,6.

Os números foram revelados no World Health Statistics 2017, relatório da OMS, publicado em 24 de maio, que diz enfaticamente que a redução do número de mortes em termos globais causadas a partir da poluição do ar é uma meta-chave.

O relatório revela que a poluição do ar em ambientes externos causou cerca de três milhões de mortes em todo o mundo, a maioria delas em países de baixa e média renda.

As nações europeias ricas apresentaram altos níveis de poluição do ar devido a partículas finas. O Reino Unido teve uma média de 12,4 microgramas de partículas finas poluentes (PM 2,5) por cada metro cúbico de ar, que inclui a poluição causada por automóveis, indústria, petrolíferas, queima de madeira e centrais elétricas em áreas urbanas. Trata-se de uma medida superior aos níveis de poluentes de 5,9 na Suécia, de 9,9 na Espanha e de 12,6 na França. A Alemanha teve níveis mais altos de poluição de partículas do que o Reino Unido, com 14,4, e a Polônia apresentou de 25,4.

Penny Woods, executiva-chefe da British Lung Foundation, disse que o relatório confirmou que as mortes por poluição do ar foram maiores no Reino Unido do que muitos outros países comparáveis.

Ela disse: "É profundamente trágico que cerca de três milhões de vidas são cortadas em todo o mundo, porque o ar que respiramos é sujo e poluído. No Reino Unido, a poluição do ar é uma crise de saúde pública que atinge os mais vulneráveis ​​- os nossos filhos, as pessoas com uma condição pulmonar e os idosos."

Os piores países da lista incluíram a Índia, onde 133,7 mortes por cada 100 mil pessoas são atribuídas à poluição do ar, e Mianmar, onde a taxa foi de 230,6 mortes.

A OMS disse: "A poluição do ar exterior é um grande problema de saúde ambiental que afeta todos, tanto nos países desenvolvidos quanto nos países em desenvolvimento.

"Cerca de 72% das mortes prematuras relacionadas com a poluição atmosférica tiveram relação com doença cardíaca isquêmica e com acidentes vasculares cerebrais, enquanto 14% das mortes foram causadas por doença pulmonar obstrutiva crônica ou infecções agudas das vias aéreas inferiores e 14% relacionadas a câncer de pulmão."

A OMS disse que cabe aos responsáveis ​​políticos nacionais e internacionais lidar com a crise do ar tóxico.

"A maioria das fontes de poluição do ar exterior está muito além do controle dos indivíduos e demanda a ação das cidades, bem como dos políticos nacionais e internacionais em setores como transportes, energia, gestão de resíduos, edifícios e agricultura", disse recentemente a OMS.

Acesse o relatório completo.


Fontes: The Guardian e OMS

Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail