Air Free Concept: pneus sem ar evitam problemas com furos

Os pneus Bridgestone "Air Free Concept" podem representar o futuro dos pneus de bicicleta

Air free

O problema mais comum que ocorre com as bicicletas, um pneu furado, não é necessariamente tão difícil ou caro de reparar, mas também parece ocorrer com freqüência nos momentos mais inoportunos. Por isso, mesmo que você esteja preparado com um kit de remendos, a tarefa vai exigir um pouco de tempo e de esforço. E se você não está equipado ou próximo a uma borracharia para lidar com o problema quando ele acontece, um pneu furado pode se transformar em uma grande dor de cabeça.

Mas se os pneus de sua bicicleta não tiverem ar, como algumas empresas estão prometendo para um futuro próximo, então furos serão coisas do passado - não será preciso inflá-los, remendá-los ou substituir o tubo. E não se trata apenas de uma ideia extravagante de um fabricante pequeno... Grandes marcas estão de olho no mercado de bicicletas não pneumáticas.

A Bridgestone, que é considerada a maior empresa de pneus e borracha do mundo, está revisitando uma tecnologia de pneus inicialmente desenvolvida para carros, com o objetivo de tirar do papel sua bicicleta "Air Free Concept" para a produção em 2019. A Michelin também trabalhou para desenvolver um pneu de carro sem ar (o Tweel) em meados da década de 2000.

Air Free Concept

A Bridgestone parece mais segura de seu projeto atual. Segundo a companhia, "O 'Air Free Concept' é uma tecnologia que elimina a necessidade de que os pneus sejam inflados com ar para suportar o peso, utilizando uma estrutura única de 'raios' que se estendem ao longo dos lados internos dos pneus (como demonstrado na figura do início da matéria). Além disso, as resinas que são utilizadas nos raios e borrachas ajudam na realização de um uso mais eficiente dos recursos".

À primeira vista, esses pneus novos parecem um pouco estranhos, mas a ideia em si é sólida e ajuda a reduzir a dor de cabeça dos ciclistas, facilitando o acesso ao veículo por parte de usuários casuais. Provável que o preço seja alto no início, mas pode ser um bom negócio em longo prazo, pois não será necessário trocar tubos, pneus ou gastar tempo para substituí-los ao longo dos anos.

O problema é que esse "raio" dos pneus demanda uma roda inteira nova - não é possível apenas trocar o pneu da sua bike atual, já que se trata de um sistema completamente distinto. Após o lançamento, caso o pneu sem ar se mostre uma alternativa viável, é provável que a adoção seja lenta. Também será necessário verificar se o modelo irá se quebrar com facilidade ou não, já que consertar os "raios" da bike deve ser algo bem trabalhoso. Outra questão a ser considerada são as preferências dos amantes das bikes a respeito das calibragens de pneus.


Fonte: Treehugger

Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail