[Vídeo] Vespas e percevejos são usados como agentes de controle biológico em plantações

Apesar de tecnologia não ser novidade, a transformação dela num produto foi algo inovador

Com apoio do programa de um programa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), o Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE), a BUG Agentes Biológicos se tornou pioneira no desenvolvimento de tecnologia na produção e venda de agentes de controle biológico de pragas em plantações de soja e cana-de-açúcar.

Embora os estudos da viabilidade de vespas no combate de pragas agrícolas remontem à década de 1990, em alguns centros de pesquisa nacionais, foi somente há 12 anos que a pesquisa ganhou força na empresa paulista por meio de um investimento inicial de R$ 500 mil por meio de projetos PIPE Fase II e PAPPE/PIPE Fase III.

Hoje, o Brasil é o maior usuário de agrotóxicos no mundo e o segundo país em plantas transgênicas. Em contrapartida, é líder no controle biológico, concentrando os dez maiores programas com micro e macrorganismos no manejo integrado de pragas. Confira o vídeo para entender melhor como o processo funciona.

Veja também:
-Biotecnologia desenvolvida por empresa brasileira é destaque no empreendedorismo mundial
-O que são agrotóxicos? 


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail