Windowfarm: faça uma horta na janela da sua casa

Módulos permitem o cultivo de alimentos em apartamentos

A ideia de conseguir manter uma horta, para muitos, é sinônimo de morar em uma fazenda ou em uma casa grande com um quintal espaçoso, além, claro, de ter muito tempo livre para cuidar das plantas.

Porém, Britta Riley não conseguiu aceitar essa realidade. Nascida no estado norte-americano do Texas, ela perdeu toda a convivência com a natureza após se mudar para um apartamento em Nova Iorque. Foi a partir disso que surgiu a ideia de tentar achar alguma forma de ter sua própria horta em casa. Em 2009, junto com Rebecca Bray, Britta conseguiu uma pequena bolsa de estudos de tecnologia criativa do Centro de Arte Eyebeam e começou um projeto com os fabricantes interessados em produzir alimentos dentro das cidades.

Esse projeto ficou mundialmente conhecido como Windowfarming e teve seu destaque quando Britta fez uma palestra nos Estados Unidos, angariando os fundos necessários para o projeto se tornar sustentável e fazendo com que a agricultura urbana ganhasse destaque no mundo todo.

Windowfarms são sistemas modulares unitários dispostos em uma coluna vertical, tendo garrafas plásticas como base para cada plantio. Você pode ter apenas uma coluna vertical ou várias dispostas lado a lado. Devem ser colocadas na janela, pois assim é possível ter uma plantação o ano todo. O projeto busca ajudar os moradores das cidades a produzirem seus próprios alimentos frescos, reviverem a biodiversidade agrícola e se conectarem com a produção sustentável de alimentos. O projeto opera atualmente com uma comunidade de 40 mil agricultores ativos e trocando experiências.

Como montar a sua

Para ter em casa uma "fazenda na janela" é necessário comprar a base com todos os equipamentos e escolher o número de colunas. Os módulos devem ser colocados em qualquer janela que bata um pouco de luz natural algumas horas por dia. Então, é só escolher sua verdura ou legumes de preferência, plantar em garrafas plásticas, instalar os "vasos" nos módulos e esperar, sendo que a taxa média de colheita é de uma ou duas colunas por mês.

O projeto que nasceu no Brooklyn ganhou tanto destaque que surgiram diversos clientes, como o Museu Americano de História Natural, o Museu Whitney de Arte Americana, e a franquia internacional Freshii, de comida casual saudável. Milhões de pessoas têm visto os jardins e aprendido sobre a produção de alimentos de fácil alcance.

Para conhecer mais a respeito e adquirir os seus módulos, clique aqui. Assista ao vídeo abaixo (em inglês) e conheça mais sobre como esse sistema funciona:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail