Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

O risco de perda auditiva está ligado à exposição prolongada e excessiva a sons altos

De acordo com pesquisas recentes, altos níveis de ruído podem afetar a perda auditiva no futuro. Os grupos mais vulneráveis são as crianças, os adolescentes e os jovens adultos. Eles usam fones de ouvido, sejam fones de ouvido sem fio, com fio ou fones de ouvido bluetooth, por tempo prolongado e em volumes muito elevados. Para se ter uma ideia, segundo o National Institutes of Health, o limite recomendado é de até 70 decibéis por dia.

Estima-se que cerca de 50% das pessoas com idades entre 12 e 35 anos correm o risco de perda auditiva. Tudo por causa da exposição prolongada e excessiva a sons altos, como música ouvida em dispositivos de áudio pessoais. Os dados Organização Mundial da Saúde (OMS).

Simultaneamente, outra pesquisa também mostra que os indivíduos com perda auditiva não tratada, ao longo do tempo, podem apresentar maior risco de demência. 

Como prevenir os danos auditivos?

Além disso, o principal problema é a exposição: quanto mais ruído você for exposto – tanto em termos de volume quanto de duração – mais danos ocorrerão. Qualquer coisa acima de 70 decibéis é ruim, mas 100 ou 110 é muito, muito pior.

A maioria dos músicos profissionais e pessoas que trabalham com máquinas barulhentas já sabe disso. Mas as pessoas que ocasionalmente são expostas a ruídos altos em eventos ou durante atividades recreativas provavelmente não.

Se você estiver indo a um show, evento esportivo ou bar que espera que fique barulhento, considere levar tampões de ouvido. Você ainda poderá ouvir tudo ao redor.

Agora, quando se trata de fones de ouvido, especialistas recomendam algo chamado de “regra 80-90”. Significa ouvir no máximo 80% do volume de um dispositivo em um determinado momento e descansar a cada 90 minutos.

Por isso, alguns smartphones (incluindo iPhone) permitem que você defina um volume máximo para garantir que não ultrapasse acidentalmente.