Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Segundo a empresa, as bitucas de cigarro são a fonte número um de lixo em todo o mundo

Descartar bitucas de cigarro de forma incorreta, infelizmente, ainda é um ato bem comum em todo o mundo, ainda mais se considerarmos o impressionante número de 1,6 bilhão de fumantes em todo o planeta, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Mas existe uma empresa que tentou algo inusitado para amenizar os danos que tal ato pode causar: produzir bitucas de cigarro a partir de fibras naturais e sem a utilização de nenhum produto químico nocivo ou ligante artificial. A empresa em questão é a Greenbutts (Bitucas Verdes, em tradução livre).

A Greenbutts averiguou que cinco trilhões de bitucas de cigarro se tornam lixo todos os anos e a maioria é feita a partir de filtros sintéticos e resistente à degradação. Ainda de acordo com a empresa, uma bituca de cigarro pode levar de 10 a 15 anos para se desfazer, pois é produzida a partir de acetato de celulose, um material sintético de difícil degradação (veja mais “Bituca de cigarro: uma grande vilã ambiental)”.

Em 2012, o International Coastal Cleanup, instituição que defende a limpeza de oceanos e informa sobre os principais resíduos ofensores encontrados em zonas costeiras, liberou 25 anos de dados (de 1987-2012), que indicam que os cigarros e suas bitucas são o tipo de lixo mais encontrado e coletado no mundo em tais ambientes. A quantidade mínima de coleta desses resíduos é duas vezes maior do que qualquer outra categoria.

Sabendo de tais dados, a Greenbutts decidiu produzir uma patente de um filtro feito com mistura de materiais naturais, como linho, cânhamo, algodão e aglutinante à base de amido natural.

A diferença entre o filtro de cigarro sintético de acetato de celulose e o Greenbutts de fibras naturais é que, se por acaso os filtros forem descartados de forma irresponsável, os feitos com componentes naturais vão se desintegrar rapidamente, evitando a criação de ainda mais poluição.

O objetivo da empresa é de disponibilizar os Greenbutts como uma opção no mercado no ano de 2014. Será vendido internacionalmente como uma alternativa aos filtros de acetato de celulose.

Confira o vídeo abaixo (em inglês) para mais informações:


Veja também: