Empresa utiliza plástico fabricado com batatas

eCycle

Plásticos chamados de PLA são biodegradáveis, compostáveis, provenientes de fontes renováveis e podem ser reciclados

Plásticos têm sido um grande problema para os ambientalistas. Desde os microplásticos despejados em lagos e oceanos até sacolas e garrafas plásticas. Tudo porque esse material é de difícil decomposição, além de interferir negativamente em toda a fauna ao seu redor.

Por esses motivos, há pesquisas em diversos setores sobre como criar um plástico com maior potencial de biodegradação, evitando sua existência no meio ambiente por milhares de anos. Por exemplo, o Brasil foi pioneiro da criação do plástico a partir de etanol, de origem da cana de açúcar. Sua maior vantagem é a origem vegetal, porém não é biodegradável.

À frente das outras opções de plástico, como os tradicionais, advindo do petróleo por exemplo, existe o PLA, produzido com ácido polilático. Ele é biodegradável, compostável, proveniente de fonte renovável (milho, mandioca, beterraba, etc.) e pode ser reciclado.

Ao encontro dessa ideia, a empresa norte-americana Tom's of Maine, que fabrica diversos itens de higiene pessoal, está utilizando esse plástico feito a partir de batatas, já que a cidade-sede da empresa é uma das maiores produtoras do vegetal nos Estados Unidos e, em consequência disso, muito da produção se perde. Ao utilizar as batatas impróprias ao consumo para a fabricação dos recipientes plásticos para os itens da empresa, o desperdício é evitado.

Nem tão novo assim

O plástico criado a partir de PLA não é novidade em países da Europa e Estados Unidos. No entanto, são feitos a partir de milho transgênico e isso têm gerado discussões, criando uma certa resistência relativa ao uso das sacolas feitas com milho. Porém, por reaproveitar a batata que iria para o lixo, acabou sendo uma ótima alternativa e uma boa jogada da Tom's of Maine.

No Brasil, as questões referentes ao plástico ainda engatinham, apesar da criação do plástico a base de etanol. O PLA ainda parece ser algo distante para nós. A reciclagem ainda se torna a principal ferramenta para evitar impactos negativos ao meio ambiente. Se você quer descartar seus objetos plásticos corretamente, procure um posto de reciclagem por meio da eCycle clicando aqui.

Fonte: Environmental Leader

Veja também:

 

Comentários 

 
-1 #1 2013-09-04 14:26
Bom dia, caros !

As empresas e a academia não conseguem [ ou não querem...] se aproximar para começar trabalhos na área de pesquisa e desenvolvimento tecnológico, de longa duração, em larga escala e em áreas prioritárias para o país. Sem esssa conjugação nada vai aconter, não importa quanto recurso a FINEP e o MCT despejem nas universidades.

Basta ver como nasceu e cresceu a Alemanha, Japão, Estados Unidos, Coréia e outros países na formação de engenheiros e pesquisadores, a capacidade de geração de conhecimento técnico e científico e na geração de tecnologia.

São raras as exceções aqui, dentre elas a Petrobrás, Embrapa, Embraer...

Mas o IPT/SP desenvolveu o polihidroxibuti rato (PHB), polímero biodegradável, em parceria com a Copersucar e o Instituto de Ciências Biomédicas da USP e exporta este produto desde 2000.

Parabéns pelo trabalho!

Grato, Fernando Lira
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar pelo site você concorda com o uso dos mesmos. Saiba mais ×