Sistema de compartilhamento de carros elétricos é sucesso na França

eCycle

Chamado de Autolib', sistema conta com veículos elétricos de fabricação própria que são estacionados à frente de quiosques

O mercado de carros elétricos está em constante crescimento. Expressão disso são os recentes lançamentos de diversas marcas (veja mais aqui). No entanto, quem desenvolveu um sistema mais sustentável não foi uma grande companhia, mas o bilionário francês Vincent Bolloré, de 58 anos, que ganhou da concorrência em seu país por ter acreditado e investido no projeto. Com isso, ele lançou, no ano de 2011, em Paris, um novo sistema de compartilhamento de carros elétricos chamado Autolib’. Começou em pequena escala com apenas 66 carros, mas em seu primeiro ano já se tornou um sucesso.

Agora existem 1,8 mil Bluecars, nome dado aos carros compactos e elétricos, estacionados em 670 quiosques ao longo das ruas de Paris e em alguns subúrbios. Espalhados pela cidade, diversos quiosques de vidro e plástico servem para o usuário do Bluecar registrar e pagar pelo serviço. Depois, basta retirar um dos automóveis estacionados na rua.

A pessoa que aluga o Bluecar pode dirigir de um quiosque para o outro e não precisa retornar para o mesmo local em que o veículo foi alugado. Existem várias reservas de pontos de estacionamentos em torno da cidade apenas para isso.  O usuário só para de pagar quando o carro está estacionado ou quando é ligado de volta na estação Autolib’. Também há planos anuais, mensais e diários de alguel.

O carro

O carro é compacto, com 3,65 m de comprimento; 1,72 m de largura e 1,60 m de altura. É bem parecido com o compacto brasileiro Fiat Uno e não alcança uma velocidade maior do que 130 km/h. Porém, o seu diferencial está na combinação entre não poluição do ar e ausência de gasolina. O modelo padronizado foi construído pela própria Autolib'.

É de cor prata, tem três portas, hatch com quatro assentos e um interior bem simples. Possui energia de 30 KW/h provinda de uma bateria de lítio-metal-polímero localizada abaixo dos assentos dos passageiros, além  de um motor elétrico que conduz as rodas dianteiras. As baterias são feitas na França e no Canadá e o próprio Vincent acredita que elas são melhores do que as de íon-lítio por não precisarem de líquido na sua produção, além de serem mais baratas e não necessitarem de manutenção. E isso aumenta a eficiência do carro, pois, segundo o fabricante, o modelo percorre 250 km quando usado no meio urbano ou 150 km na rodovia, com carga total.

Sucesso e público

Mais de 37 mil pessoas já se juntaram ao sistema e a Autolib’ registra 1,2 mil usuários toda semana. Os Bluecars foram alugados 550 mil vezes em dez meses, cobrindo mais do que cinco milhões de quilômetros no total. Em média, os automóveis são alugados de quatro a cinco vezes por semana, com um maior uso aos fins de semana.

E quem está alugando os Bluecars?  A maioria dos usuários tem entre 25 e 39 anos e 70% deles não possui um carro. Há um relativo equilíbrio entre homens e mulheres.

Ainda existem falhas por se tratar de um sistema novo e que está sendo testado. Contudo, esse projeto já faz parte da história do automóvel por ser pioneiro em algo que tem potencial para ser uma solução viável para o futuro.

Para ter mais informações sobre o projeto dê uma olhada no vídeo abaixo e acesse o site oficial.


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail