Música que vem do sol: sinos conseguem captar som dos ventos solares

eCycle

Artista consegue captar som dos ventos solares enviados por um veículo espacial da NASA, utilizando sinos com eletroímãs nas pontas e suspensos por tubos de alumínio

Você já ouviu falar em vento solar? Não, não é a mistura do vento com o sol. Vento solar pode ser definido como uma corrente de partículas carregadas que são liberadas a partir do sol (por conta das explosões constantes que ocorrem na estrela) e arremessadas no espaço. Ao atingirem a atmosfera da Terra, podem causar as chamadas tempestades magnéticas, que são responsáveis por eventos como a belíssima aurora boreal.

Mas agora, graças à artista Helen White, esses ventos também podem produzir música. Isso é possível graças a uma conexão feita com um veículo espacial da NASA, localizado a uma distância de 1,5 milhão de quilômetros da Terra, o AEC (Advanced Composition Explorer). Esse veículo espacial orbita nos pontos Lagrangianos (locais no espaço onde as forças gravitacionais e o movimento orbital dão equilíbrio de um corpo em relação ao outro, possibilitando que um terceiro objeto, como uma astronave, mantenha sua posição com muito pouco consumo de combustível) entre a Terra e o sol, sendo o primeiro equipamento construído para sentir as rajadas de vento vindas do sol em direção à Terra.

A artista consegue fazer um download (assim como baixar música da internet) dos dados enviados pela AEC e os transforma em som, por meio de sinos de vento solar, que conseguem captar as vibrações (enviado em formato de dados pelo equipamento da NASA), usando eletroímãs suspensos por tubos de alumínio. “Cada sino possui um eletroímã na ponta que ressoa na mesma frequência do sino. Em vez de atingir notas iguais a de um sino de vento normal, o aparelho gera um tom. Com isso, cada dado é processado de forma a criar diferentes tons, de acordo com a velocidade dos ventos solares”, explica White. Confira o vídeo para entender melhor como o projeto funciona:

O som do espaço

Segundo a artista, o som produzido lembra trilhas sonoras de ficção científica, como as de "2001: uma odisseia no espaço", de Stanley Kubrick, por exemplo. E não é por acaso: para criar o estilo do som que seria produzido, White estudou música microtonal – música clássica indiana é um exemplo deste tipo de música.

Porém, não se pode considerar que o som dos ventos solares reproduzidos pelos sinos seja o verdadeiro som dos ventos solares. Afinal de contas, os sinos têm um objetivo científico, como detectar padrões que de outras formas não poderiam ser detectados e alertar para possíveis tempestades geomagnéticas vindas em nossa direção.

A última vez que uma tempestade dessas atingiu a Terra foi há 150 anos. Caso o planeta fosse atingido por uma tempestade com a mesma intensidade, os danos poderiam causar prejuízos de bilhões de dólares, devido aos apagões elétricos generalizados que aconteceriam por algumas semanas. Nesse caso, a música tocada pelos sinais seria de alerta.

Veja também:
-Energia solar pode iluminar seu jardim à noite
-
Robô que ajusta painéis fotovoltaicos pode reduzir custos da energia solar 


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail