Greve Global pelo Clima, nessa sexta, tem programação cultural

eCycle

Organizada pela Coalizão pelo Clima SP, greve trará artes, aulas e música no Largo da Batata, em São Paulo

Greve global pelo clima

Nesta sexta-feira, 29 de novembro, a Greve Global pelo Clima, organizada pela Coalizão pelo Clima SP, trará artes, aulas e música no Largo da Batata, em São Paulo, a partir das 16h. No dia 20 de setembro, 6 milhões de pessoas participaram de protestos climáticos pelo mundo em uma grande Greve Global Pelo Clima. Em São Paulo, mais de 10 mil ocuparam a Avenida Paulista exigindo ação imediata contra o colapso ambiental. Nessa sexta, a Coalizão pelo Clima São Paulo vai reivindicar que as autoridades brasileiras:

  1. Neutralizem as emissões de carbono até 2030 e criem políticas públicas de promoção do reflorestamento e investimentos em energias renováveis, além de cumprir o compromisso de Estado assumido no Acordo de Paris de reflorestar 12 milhões de hectares até 2025;
  2. Mobilizem mais recursos para pesquisa e implementação de iniciativas e soluções voltadas para ações climáticas;
  3. Ampliem a educação sobre meio ambiente e sustentabilidade nas escolas, universidades e comunidades;
  4. Cobrem grandes devedores do governo no setor empresarial – agronegócio, pecuária, bancos, igrejas, indústrias – para formar um fundo de combate às mudanças climáticas;
  5. Instituam um conselho de combate às mudanças climáticas composto de forma paritária pela sociedade civil, comunidade científica, organizações não-governamentais e representantes do governo.

Atrações confirmadas

  • Toré Indígena
  • Black Slam
  • Kimani
  • Irmão Amaro
  • Rich Latimer
  • Ivan Archuschin
  • Cabaré Feminista

Falas de especialistas

  • Carlos Rittl (Observatório do Clima)
  • Marcos Silveira Buckeridge (USP)
  • Chirley Pankará (deputada estadual)
  • Erika Ramos (Resama)

Falas de ativistas

  • Greenpeace
  • Fórum Popular da Natureza
  • Associação Brasileira de Lixo Marinho
  • Fashion Revolution
  • Movimento Afrovegano
  • Rede Emancipa
  • Fórum Verde Permanente de Parques, Praças e Áreas Verdes
  • Fridays for Future
  • Engajamundo
  • Famílias pelo Clima
  • Central Única de Trabalhadores

O movimento no Brasil

No Brasil, desde a primeira Greve Global pelo Clima, em março de 2019, há intensa participação de estudantes, trabalhadores, ONGs e outras organizações sociais. Inspirados pelo movimento liderado e criado pela jovem sueca Greta Thunberg, Fridays For Future, jovens brasileiros se mobilizaram de forma totalmente espontânea e on-line. E

Aos poucos, o movimento iniciado com um grito solitário na Suécia se multiplica no Brasil, país onde os jovens ainda precisam lutar por direitos básicos como saúde e educação de qualidade, erradicação da pobreza, saneamento básico e trabalho digno e onde as populações indígenas, ribeirinhas, quilombolas e pequenas comunidades vivem sob constante ameaça. "Acreditamos que os jovens brasileiros estão num processo de despertar para a pauta climática e aos poucos o movimento ganha garra e forma no Brasil", explica Nayara.

Atualmente, o grupo é formado principalmente por estudantes do ensino médio, jovens universitários e recém-formados com até 29 anos, que estão presentes em todas as cinco macrorregiões brasileiras.

Ao lado desses jovens, também está se organizando um movimento de familiares, internacionalmente conhecido como Parents for Future. No Brasil, o grupo se intitula “Famílias pelo Clima” e vem contribuindo para que mais pessoas participem das mobilizações e se reconheçam como um importante meio de transformação. "Este é apenas o começo: estamos conectados local e globalmente e trabalhando em ações para continuar provocando mudanças. Afinal nós somos os adultos, nós estamos nos espaços de decisão e não é justo deixarmos esse fardo para as futuras gerações", diz Clara Ramos, mãe de duas meninas e integrante do Famílias pelo Clima.

Os grupos são suprapartidários. Em diferentes proporções e aspectos, as mudanças climáticas afetam e continuarão afetando a todos, independentemente de posição política e social. E, portanto, esta é uma causa de toda a humanidade.

Saiba mais na página da organização no Facebook: facebook.com/coalizaopeloclima, confirme sua presença no evento e use a hashtag #GreveGlobalPeloClima em suas redes sociais.



Veja também:

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail