Reciclagem falha na Rio+20

eCycle

A Conferência Rio+20 foi um dos mais importantes eventos de meio ambiente do mundo, realizada do Rio de Janeiro. De maneira muito contraditória, a coleta de lixo, um dos assuntos mais comentados na Cúpula dos Povos, não funcionou de maneira efetiva dentro do evento.

450 lixeiras foram instaladas, porém apenas 25 delas eram apropriadas para reciclagem. Após os três primeiros dias de Conferência, cerca de 4 mil quilos de lixo não foram separados para coleta seletiva. Na primeira semana do evento, 960 quilos de lixo reciclável foram coletados, um número baixo que representa apenas 20% de todo resíduo produzido.

O Movimento Nacional dos Catadores de Material Reciclável (MNCR) distribuiu 25 sacos de coleta pela cúpula, com capacidade de 120 litros cada um.  A Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) recolheu o restante do lixo, porém, a companhia não separa os materiais.

Os organizadores da Rio+20 pretendiam colocar máquinas de triagem e prensa de lixo no aterro, mas o equipamento não cabia no espaço reservado para a MNCR.


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail