A ciência que tem moral

eCycle

Entenda como atitudes morais e altruístas estão relacionadas à sua "crença" na ciência

Você acredita na ciência e aposta todas suas fichas nela? Se sim, isso pode ser um sinal de seu nível de moralidade. A ciência já foi muito condenada e questionada quanto aos seus métodos, por vezes tendenciosos, e manipulações de resultados por interesses privados. Mesmo assim, ela ainda é popularmente conhecida como a descobridora da "verdade". Discussões de ética e moralidade na ciência sempre foram muito correntes, mas, recentemente, foi a vez de testar a relação entre ciência e a tendência de se tomar atitudes morais. Um estudo realizado na Universidade de Santa Bárbara, na Califórnia, mostrou que as pessoas responderam ou tomaram mais atitudes dentro da normatividade moral, e também com conteúdos pró-sociais, quando eram aliados da ciência.

Foram feitos quatro experimentos para testar como a ciência pode promover ações morais e pró-sociais. No primeiro, os participantes obervaram uma vinheta de um estupro ocorrido após um encontro, no qual a moça convida o homem para entrar em sua casa, e ele força uma relação sexual não consensual com ela. Os participantes tiveram que classificar, em uma escala, o quanto eles achavam aquela atitude errada, e, em seguida, pediu-se para que classificassem também o quanto eles acreditavam na ciência. Os resultados mostraram que as pessoas que acreditavam mais na ciência e/ou estudavam no ramo da ciência tinham maior tendência a condenar de forma mais dura o ato de estupro.

Nos experimentos seguintes, havia um grupo que era manipulado, no sentido de induzir seus pensamentos para uma posição favorável à ciência, e um grupo controlado. Eles foram expostos a uma série de sentenças com palavras misturadas. No primeiro grupo havia palavras-chave, como lógica, laboratório, hipóteses, cientistas e teoria, e no grupo controle havia palavras aleatórias. A partir disso, eles foram testados em diferentes situações: no julgamento da mesma vinheta citada acima (experimento 2), na intenção de tomar atitudes pró-sociais no próximo mês, como voluntariado e fazer doações (experimento 3), e numa suposta situação em que eles eram o chefe e deveriam dividir uma quantia de dinheiro entre ele e os outros participantes mais um participante desconhecido (experimento 4). Em todas as situações, o grupo submetido às palavras relacionadas à ciência teve sempre atitudes mais morais, altruístas e em benefício social.

Apesar das diversas limitações que os próprios pesquisadores assumem em seu estudo, considerando que vários outros fatores estão implicados em decisões e condutas morais, eles concluem que a ciência pode ter efeitos nesse sentido. Mas apenas o fato de que a maioria dos participantes é de estudantes de graduação já apresenta um grupo bem limitado e uma falta de abrangência maior da pesquisa. Em todo caso, o estudo ressalta que, independentemente dos resultados de uma pesquisa científica, apenas o seu estudo já induz a uma conduta normativa e moral. Faz sentido, já que a ciência é também baseada em normas e numa moralidade vigente nesta sociedade.

Na seção Tech a favor, você confere como alguns desses cientistas já contribuíram com ideias criativas a respeito da sustentabilidade.

Veja também:
- Biomimética: a ciência que se inspira na natureza
- Artigo publicado na Environment and Behavior revela que a simpatia é muito importante para incentivar atitudes verdes
- Pesquisa realizada na Usp "comprova" teoria econômica do consumo
- Pesquisa comprova aumento significativo da poluição no mundo 


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail