Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Projeto oferece sistema de armazenamento de energia solar mais eficiente

As plantas sempre foram poderosos aliados na luta contra o aquecimento global, já que absorvem grandes quantidades de gases poluentes, reduzem a temperatura nas cidades (veja mais aqui), além do papel essencial de sintetizarem praticamente toda a energia usada no planeta.

Mas a importância do reino plantae não para por aí. Pesquisadores estão utilizando o processo de fotossíntese como inspiração para criar uma nova maneira, mais eficiente, de capturar e armazenar energia solar.

Durante a fotossíntese, as plantas utilizam a luz solar para a obtenção de energia, através da quebra de moléculas de água em moléculas de oxigênio e hidrogênio. Esse processo é extremamente complexo e difícil de reproduzir em laboratório.

O trabalho dos pesquisadores consistiu em desenvolver fotocatalisadores que pudessem realizar a reação química que ocorre nas folhas das árvores. Os dispositivos têm o formato de uma carta de baralho e são feitos com silício. Há catalisadores dos dois lados do dispositivo. O silício absorve a luz solar e passa a energia para os catalisadores para separar a água em moléculas de hidrogênio e oxigênio.

Todo esse processo se baseou na biomimética, que estuda as estratégias e soluções da natureza para seus problemas, para que possam ser utilizadas pelo homem.

Além de gerar energia limpa, sustentável e renovável, essa nova técnica pode ser uma opção barata para a geração de energia para a população de baixa renda ou que vive em regiões onde não há uma grande infraestrutura, no futuro.

Veja também:
Pesquisadores descobrem nova maneira de armazenar energia solar
Protótipo transforma água do mar em água potável com energia solar
“Plugue” de janela capta energia solar para recarregar itens eletrônicos