Sashimi ameaçado de extinção?

Fauna marinha tem sido muito desrespeitada. Saiba mais sobre a prática da sobrepesca

Entre os peixes mais populares na culinária estão a sardinha e o atum, mas, em breve, podem não estar mais. A sobrepesca é um problema que tem afetado diversas espécies no mundo todo, mostrando que a sustentabilidade ainda não recebeu as boas vindas em muitos barcos.

A sobrepesca é uma prática agressiva, já que, ao retirar do ambiente um número de animais maior do que a cota permitida, não possibilita que a espécie alvejada recupere sua população. Apesar de o período de defeso proteger os animais quando estão se reproduzindo, a pesca exploratória em excesso nem sequer permite que cheguem à idade reprodutiva.

Pelas estimativas da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), mais de 70% da pesca oceânica está esgotada. Se a sobrepesca continuar, ainda mais somada aos problemas ambientais (como este e este), a tendência é que, em breve, tudo se perca.

A conscientização dos pescadores é muito importante, mas ainda não ganhou a força de que precisa. Por exemplo, o peixe conhecido como “cação” é, na verdade, um nome genérico para várias espécies de tubarão, muitas vezes filhotes, e os vendedores nem sempre sabem qual espécie de tubarão que estão tirando do mar, sem saber se está ameaçada ou não. Já quanto ao atum azul, tem gente que parece saber muito bem que a espécie está ameaçada de extinção, por isso vende a preços exorbitantes em leilões, aproveitando-se da raridade do animal para obter lucro.


Veja também


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail