De onde vêm e o que são os plásticos?

Conheça um pouco mais sobre esses materiais tão presentes no nosso dia-a-dia

Você consegue pensar na sua rotina atual sem o uso de plásticos? Celular, escova de dentes, partes do carro, peças do computador, utensílios de cozinha, brinquedos do seu filho... tudo tem plástico e não é por acaso.

Ao longo das últimas décadas, o material entrou com peso em diversos ramos industriais (construção civil, eletrônica, embalagens, móveis, etc.), substituindo metal, vidro, cerâmica, madeira e papel devido a algumas vantagens, como facilidade de transporte e de processamento, o menor consumo de energia e a grande durabilidade. Em termos de embalagens, o plástico é imbatível, pois apresenta boas características com relação à higiene, além de resistência ao ataque de animais e manutenção da qualidade do produto nela contido. Mas, afinal, de onde vêm e o que são plásticos?

Origens

A palavra “plástico” vem do grego plastikos, que significa “próprio para ser moldado ou modelado”. Os plásticos são originados a partir de resinas derivadas do petróleo e pertencem ao grupo dos polímeros, que são longas cadeias moleculares. Existem tipos diferentes de plásticos que são determinados pela extensão e estrutura dos polímeros. De maneira básica, é possível dividir os plásticos em dois grandes grupos:

Termoplásticos

Essa é a categoria dos plásticos mais “moles”. Eles não sofrem alteração em suas estruturas químicas após o aquecimento. Portanto, podem ser fundidos novamente para constituírem um novo material. Exemplos são o polipropileno (embalagens de massas e biscoitos), polietileno de alta densidade (embalagens de detergentes), polietileno de baixa densidade (sacolas de mercado), polietileno tereftalato (garrafas PET), poliestireno (potes de iogurte), policloreto de vinila (embalagens de água mineral), entre outros. São recicláveis.

Termorrígidos:

São plásticos que não se fundem com o aquecimento, sendo também insolúveis e não recicláveis. Lentes de óculos, certos utensílios de cozinha e algumas peças plásticas de aparelhos televisores são plásticos termorrígidos.

Refinamento

O plástico é formado a partir do petróleo, que é constituído por uma mistura de compostos orgânicos, principalmente hidrocarbonetos (ricos em carbono e hidrogênio). O processo se dá da seguinte forma: nas refinarias, o petróleo cru é destilado e tem como resultado algumas frações: o gás liquefeito, a nafta, a gasolina, o querosene, o óleo diesel, as graxas parafínicas, os óleos lubrificantes e o piche. Para compor o plástico, é necessário submeter as substâncias da fração nafta a um processo de craqueamento térmico (aquecimento na presença de catalisadores). Feito esse processo, são formados os petroquímicos básicos, como etileno e propileno. Depois de outro processo de refinamento, o petroquímicos básicos se transformam em petroquímicos finos, como polietileno, polipropileno, policloreto de vinila, entre outros.

Na próxima reportagem da série sobre plásticos, saberemos mais a respeito desses materiais, seus efeitos sobre o meio ambiente e sobre como evitar maiores problemas através do adequado descarte e reciclagem deste material.

Para reciclar seus objetos de plástico, visite a seção Postos de Reciclagem da eCycle.


Texto: Alberto Cerri
Pesquisa: Silvia Oliani


Veja também;


 

Comentários  

 
-1 #1 2013-10-15 20:30
eu adorei
Citar
 
 
+5 #2 2014-11-09 18:33
Eu gostei muito desse site me ensinou tudo q eu não sabia ! :3
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail