Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

O melhor a fazer para evitar a contaminação é manter a casa limpa e arejada

As baratas são consideradas como pragas urbanas, muitas vezes associadas a sujeira e doenças. No entanto, as espécies consideradas como sinantrópicas representam 1% delas. As baratas domésticas mais conhecidas são a Periplaneta americana e a Blattella germanica, a barata americana e alemã, respectivamente.

Como os ácaros, as baratas são capazes de provocar reações alérgicas. Isso porque elas produzem substâncias que provocam reações alérgicas ou agravam as reações, como a asma e rinite. As substâncias ficam espalhadas pelas suas patas e corpo em minúsculos fragmentos, e podem se espalhar pelo ar, assim como suas fezes, saliva, descamação (uma secreção que soltam) e o pó das baratas mortas também podem contaminar o ambiente.

Sintomas

  • Espirros;
  • Nariz escorrendo;
  • Coceira, vermelhidão ou olhos marejados;
  • Nariz entupido;
  • Coceira no nariz, boca ou garganta;
  • Tosse.

Como distinguir um resfriado de alergia

Os sintomas de alergia a baratas são muito parecidos e por isso podem causar confusão na hora de distingui-los. 

  • Como os sintomas apareceram? Resfriados costumam aparecer com o tempo enquanto alergias são repentinas;
  • Por quanto tempo eles persistiram? A alergia vai permanecer de acordo com o contato com o agente alergênico, enquanto os sintomas do resfriado duram de uma a duas semanas;
  • Identifique sintomas específicos: Existem sintomas que são exclusivos a cada condição. O resfriado pode trazer dores no corpo e um pouco de febre, dependendo do seu grau. Alergias podem deixar os olhos marejados e causar coceira.

Como evitar

O que pode ser feito para evitar que essas substâncias se acumulem em casa:

  • Mantenha sua casa limpa: Não deixe migalhas de comida espalhadas pelo chão, e lembre-se de limpar sob móveis de cozinha, como geladeiras e fogão, pois a comida pode cair por acidente. Lixo acumulado, restos de comida, alimentos armazenados incorretamente, lixo parado e papel acumulado são fatores para ficar de olho;

  • Reduza a umidade: Lugares internos úmidos influenciam do surgimento de baratas e outras pragas urbanas;

  • Priorize os lugares onde os alérgenos de barata podem acumular: Lugares como camas, tapetes, roupas. Reviste colchões e travesseiros, e lave roupas de cama com água quente uma vez por semana. E livre-se de tecidos desnecessários, como cortinas e móveis estofados;

  • Elimine infestações: Faça uso de controladores de pragas. Se as aparições dessas inquilinas se tornarem diurnas, isso significa que a infestação está grave, sendo necessário ajuda profissional.

  • Remova carpetes: Casas com pessoas alérgicas não deveriam ter carpetes, mas, caso tenham, aspiração regular (duas ou três vezes por semana) podem ajudar. Mas recomenda-se que a pessoa alérgica não o faça e nem esteja presente, pois ao aspirar as partículas de pó e alérgenos se agitam, deixando a qualidade do ar ruim, temporariamente. 

O melhor tratamento, nesse caso é a prevenção. Não é necessário uma infestação para que esses alérgenos apareçam, então, seja precavido. E estudos realizados pelo Dr. Peyton Eggleston, da Universidade John Hopkins, revelaram que, mesmo se limpas por profissionais, as casas nunca ficam 100% livres dos alérgenos de baratas, assim, trate sempre suas alergias e mantenha a casa limpa, para minimizar ao máximo esses invasores.

No entanto, uma pesquisa mostrou que a alergia a baratas é a principal causa de asma. 23-60% dos indivíduos com asma nos Estados Unidos, também são alérgicos a baratas. Aqueles com asma induzida por baratas devem tomar cuidado especial para manter os insetos longe de si para não piorar sua situação. 


Fonte: boa SAÚDE, Saúde Melhor, Health24, AAFA.


Veja também: