“Biorock” recupera recifes de corais na Indonésia

eCycle

Invenção ajuda na recuperação dos recifes de coral

Quem nunca viu o filme infantil "Procurando Nemo"? Trata-se da história de peixinho que resolve deixar o recife de corais para conhecer o mar aberto, o que deixa seu pai desesperado em busca dele. Não só o peixe-palhaço Nemo, como inúmeras espécies de animais aquáticos dependem dos corais para sobreviver.

O problema é que esses ambientes são muito frágeis e sofrem muito com ações do homem, como poluição, aquecimento global e pesca predatória. Por isso, medidas de proteção para os corais e tecnologias de recuperação marinha são tão importantes.

Uma iniciativa no norte da costa de Bali, na Indonésia, segue esse caminho. Desde 2000, um projeto que usa uma estrutura de metal eletrificada já está coberta de corais de cores vibrantes e serve de refúgio para peixes.

A estrutura é conhecida como "caranguejo" e parece com uma gaiola. A corrente elétrica que corre, pela estrutura, é inofensiva e serve de estímulo para o crescimento do ecossistema. Com ela, os corais podem crescer de duas a seis vezes mais rápido do que em superfícies naturais.

O método eletrificado foi descoberto pelo cientista marinho Wolf Hilbertz, e foi batizado de "biorock". A tecnologia possui potencial de restauração dos recifes, já que eles acabam crescendo mais rápido.

De acordo com o Discovery News, as estruturas parecem ajudar os corais a resistir às temperaturas mais elevadas, além de impedir o seu branqueamento, que é essencial para a sobrevivência. A tecnologia também já beneficia o turismo e a indústria pesqueira.

Consumo consciente
Apesar dos avanços tecnológicos, eles não servirão muito se ainda houver ação predatória do homem. Fique ligado no conteúdo eCycle para propagar a sua pegada ecológica.

Fonte: EcoDesenvolvimento.org

Veja também:
-Proteção Solar Sustentável


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail