Com combustível contendo 20% de óleo de cozinha, Airbus voa por dez horas

eCycle

Iniciativa quer incentivar o uso de biocombustíveis comercialmente

A aviação é uma das principais áreas poluidoras, principalmente devido ao combustível utilizado nas aeronaves. As emissões do setor respondem por 2% das emissões mundiais de gases estufa.

Mas há novidades que dão esperanças para mudar isso. A companhia aérea KLM Royal Dutch Airlines fez, em maio, um voo de dez horas de duração com um avião modelo Airbus A330-200 abastecido com combustível misturado com 20% de óleo de cozinha.

O avião partiu do Aeroporto Internacional de Schiphol, em Amsterdã, e voou até a ilha de Aruba, no Caribe.

A proposta foi a de chamar a atenção para a busca de alternativas de combustíveis com menos impacto no ambiente diante do crescimento do tráfego aéreo.

O voo serviu de experiência para coleta de dados sobre o desempenho dos motores aeronáuticos com o combustível alternativo. Ainda haverá mais 19 como essa para tentar incentivar a comercialização de biocombustíveis na Europa. A expericência é financiada pela União Europeia.

Veja também:
-Solar Impulse 2: novo desafio do avião solar é dar a volta ao mundo 


 

Comentários  

 
0 #1 2014-06-10 21:47
que te parece ?
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail