Empresa cearense inova ao utilizar bagaço de cana na fabricação de papelão

eCycle

Iniciativa conta parceria com engenhos e catadores de papel

Em Pindoretama, cidade da região metropolitana de Fortaleza, a empresa Pecém Agroindustrial, que faz parte do Grupo Ypioca e foi fundada em 1992, começou a reciclar de uma forma diferente, utilizando papel e bagaço de cana de açúcar para fazer papelão. A iniciativa conta com a colaboração de catadores de papel e de engenhos da região.

O processo

A cana, que vem de cidades como Redenção, Acarape, Beberibe e Horizonte, chega à fábrica e é transformada em bagaço. Dele, 30% alimenta as caldeiras que fornecem parte da energia das máquinas, enquanto o restante é utilizado como matéria prima do papelão.

Já o papel, é comprado de catadores de diversos estados como o Piauí, o Rio Grande do Norte e o próprio Ceará. Mensalmente, 1.800 toneladas chegam à fábrica, onde são separados de impurezas como plástico, ferro e alumínio, que são negociados com outras recicladoras.  Em seguida, o papel é transformado em fibra de celulose, misturada com a fibra da cana, prensado e aquecido.

Depois de pronto, o papelão passa por um processo de impressão, é cortado e colado. Uma das vantagens desse processo de reciclagem é o fato de a mistura das fibras de papel com as de bagaço de cana fazer com que o papelão seja mais denso e resistente.

Esse é um belo exemplo de tratamento de resíduos. Mas acima de tudo, é esse tipo de atitude que dá força à reciclagem.

Visite nossa seção Recicle Tudo para informar-se sobre como destinar produtos feitos com papel ou papelão ou nossa busca por postos de descarte para saber onde fazê-lo.


Veja também


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail