Fabricante de café anuncia produção de cápsulas feitas com alumínio reciclado

eCycle

Iniciativa pretende criar um modelo de negócios ainda mais circular

Cápsulas
Imagem editada e redimensionada de Efe Kurnaz, está disponível no Unsplash

Como parte da estratégia global para garantir que cada xícara gere impacto positivo para o meio ambiente e para sociedade, a Nespresso, marca pioneira no mercado de cafés porcionados, anuncia hoje que suas cápsulas serão produzidas com 80% de alumínio reciclado. A mudança ocorrerá de forma gradativa em toda a linha de cafés da companhia.

As primeiras cápsulas a serem adaptadas ao novo modelo serão as da variedade Master Origin Colombia, um dos cafés da linha regular e doméstica da Nespresso. A transformação terá início na Europa a partir do mês de maio e começará no Brasil em julho. Até o final de 2021, a empresa espera que toda a sua linha doméstica e também Vertuo, comercializada em mercados como Estados Unidos e Europa, estejam em conformidade com o novo formato. Além das cápsulas, as caixas das máquinas Nespresso também estão sendo produzidas com 95% de material reciclado desde o início de março.

“Essa iniciativa mostra como a economia circular está presente em nossa cadeia de produção. Seguimos em uma jornada constante de melhoria de nossos processos para oferecer soluções cada vez mais sustentáveis aos nossos consumidores e essa conquista marca um momento significativo para o nosso negócio no mundo”, diz Claudia Leite, Gerente da área de Criação de Valor Compartilhado da Nespresso no Brasil.

O alumínio reciclado requer 95% menos energia para produção do que o alumínio virgem, tornando-se o mais adequado para um modelo de negócios circular, além de colaborar com uma redução significativa na pegada de carbono. O insumo é considerado um dos recursos mais valiosos do mundo. Ele pode ser refundido e reutilizado infinitamente, permitindo uma segunda vida aos resíduos gerados. Ele foi o material escolhido pela Nespresso para composição de suas cápsulas por proteger o frescor, o sabor e o aroma do café e também por ser infinitamente reciclável.

"Reconhecemos o importante papel das empresas no fortalecimento do mercado de matéria-prima secundária, contribuindo com a geração e a manutenção de valor dos materiais ao longo da cadeia produtiva. A Nespresso, ao utilizar alumínio reciclado em suas cápsulas, demonstra ao seu consumidor seu comprometimento com a Economia Circular e que é possível fazer diferente reutilizando materiais com efetividade e performance. Este também é o papel das indústrias: engajar o consumidor promovendo novas atitudes por meio do seu produto", reforça Beatriz Luz, Fundadora da Exchange 4 Change Brasil e idealizadora do Hub de Economia Circular Brasil.

No Brasil, a Nespresso investe mais de R$ 5 milhões de reais por ano em ações ligadas à sustentabilidade. Desde 2011, atua com um sistema próprio de reciclagem (que pode ser visitado on-line), responsável por separar o pó de café do alumínio. Atualmente, a companhia possui 157 pontos de coleta espalhados pelo Brasil e sua taxa global de reciclagem efetiva no país é de 23%. Saiba mais na matéria: "Mitos e verdades sobre a reciclagem de cápsulas Nespresso".


Veja também:

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail