Marina vai às telas

eCycle

Ex-senadora Marina Silva, atualmente sem filiação partidária, terá sua vida retratada em filme

Biografia de Marina Silva, intitulada Marina - A Vida Por Uma Causa, será transformada em filme. A idéia surgiu quando a produtora Cineluz, da cineasta Suzana Werneck, comprou os direitos da obra bibliográfica. O livro, escrito pela jornalista Marília de Camargo César, conta a vida de Marina, dando destaque para sua infância difícil, seguida de conturbados momentos agravados por doenças e sua posterior dedicação às causas do meio ambiente.

Também é abordada sua trajetória política, incluindo a experiência como ministra do Meio Ambiente no governo Lula e sua candidatura à Presidência da República em 2010. A diretora responsável será Sandra Wernek , que conta em sua filmografia com a obra “Cazuza – o tempo não para”,  lançado em 2003.

O elenco já foi escalado. Lucy Ramos fará o papel de Marina e Wagner Moura foi convidado para viver Chico Mendes, enquanto Thiago Fragoso deve interpretar Fábio Vaz de Lima, marido da ambientalista.

A proposta já vinha sendo feita há algum tempo pela diretora de cinema e Marina conta que só aceitou "porque a proposta é que o filme registraria um período, não viria pra essa coisa da política".

Marina disse que isso a deixou mais confortável. "Claro que as pessoas vão saber de quem se trata. Mas será muito mais um testemunho de vida para dialogar com os temas e as causas."

Marina nasceu em Breu Velho, no Acre, vem de família muito humilde, teve dez irmãos , dos quais oito sobreviveram. De toda sua família, ela foi a única que conseguiu estudar.  Aos seis anos, teve o sangue contaminado por mercúrio, o que seria a origem de todos os seus problemas de saúde. Teve cinco malárias, uma leishmaniose e três hepatites.

Historiadora de formação, já foi vereadora de Rio Branco (AC), deputada estadual, senadora por dois mandatos pelo Acre, ministra do Meio Ambiente.

De sua autoria, viraram lei o projeto que concedia anistia aos marinheiros da revolta da Chibata, o que torna mais rigorosa a punição de quem divulga pornografia infantil pela internet, o que criou o Dia Nacional de Luta pela Reforma Agrária e o que incluiu Chico Mendes no Livro de Aço dos Heróis da Pátria.

Concorrendo pelo PV à Presidência da República no ano passado, obteve 19,6 milhões de votos no país no primeiro turno das eleições -19,3% dos sufrágios válidos.


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail