Espelhos gigantes combinados com tecnologia antiga podem revolucionar energia solar

Raios solares focalizados moveriam pistão, que geraria eletricidade

A união da tecnologia militar com uma ideia desenvolvida por um engenheiro escocês do século 19 pode resultar em um novo sistema de geração de energia solar, que seus desenvolvedores afirmam ser o mais eficiente do mundo.

Em testes no deserto de Kalahari, na África do Sul, o sistema foi desenvolvido por uma empresa sueca, e consiste na utilização de espelhos de 100 metros quadrados que focam a luz do sol em direção a um único ponto.

O calor faz movimentar o motor de Stirling, inventado por Robert Stirling em 1816. O sistema alterna entre o aquecimento e a refrigeração de um gás para mover um pistão e assim gerar eletricidade.

Eficiência energética

Testes mostraram que cada espelho consegue gerar entre 75 e 85 megawatt/hora de eletricidade por ano.

Para efeito de comparação, é a mesma quantidade de energia gerada por uma termoelétrica (que também criaria 81 toneladas métricas de CO2).

A eficiência é maior até do que outras usinas de energia solar: as melhores células fotovoltaicas conseguem ter 23% de eficácia na geração de energia.

Ainda não se sabe, contudo, o preço dessa tecnologia. De qualquer forma, a Ripasso afirma ter conseguido financiamento para criar a primeira instalação em larga escala dos espelhos.

Para saber como instalar um equipamento de captação de energia solar na sua casa, clique aqui.

Fonte: EcoD

Veja também:
-Guia para instalação de energia solar em casa
-Aneel estimula a produção doméstica de energia


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail