Os quatro maiores vilões da conta de luz da sua casa

eCycle

Eles são excepcionais, cada qual à sua maneira; só que na questão do consumo, nem tanto, podendo significar desperdício de energia

Os quatro maiores vilões da conta de luz

Só nos Estados Unidos, 30% de toda a eletricidade serve para suprimento dos lares, porcentagem maior que a gasta pelo comércio e até mesmo pela indústria. Esse consumo se deve ao uso de muitos aparelhos domésticos, apesar da maior eficiência energética com relação à década de 70, quando geladeiras consumiam quatro vezes mais energia que hoje.

Geladeiras e freezers são os grandes vilões na sua conta de luz porque ficam ligados semanas a fio. Torradeiras e cafeteiras, como são usadas por pouco tempo, têm a ficha limpa. É importante prestar atenção onde a sua conta de luz anda pesando, isso ajuda não só o bolso, mas também o meio ambiente. Saiba o que gasta mais energia em casa.

4. Geladeiras e Refrigeradores

Geladeiras

Essa dupla melhorou muito nas últimas décadas, como dissemos no início, porém continua no ranking. Por quê? Podem ficar ligados meses, anos a fio! Eles consomem em média de 30 quilowatt-hora (kWh) a 200 kWh por mês. Esses números tão abrangentes ainda existem porque algumas pessoas têm modelos antigos, que não são tão eficientes quanto os mais modernos. Outros detalhes a considerar são: marca, tamanho, opções de temperatura, etc. Já comprou a sua? Gosta dela vintage? Tudo bem, existem soluções:

  • Descongelar o freezer regularmente: pouco mais de meio centímetro de gelo já forma um probleminha no seu aparelho;
  • Coloque o termostato na temperatura de 2 °C a 3° C na geladeira; no freezer, a temperatura deve ficar entre -15 °C e -17 °C;
  • Verifique se a porta está fechando bem; faça o teste colocando um pedaço de papel ao fechar; se ele permanecer firme no lugar é porque não é preciso trocar a borracha;
  • Coloque etiquetas nos potes de comida, assim você não perde tempo procurando com a porta aberta. Esperar o alimento esfriar antes de guardá-lo é um boa também.

3. Umidificador de ar

Umidificador de ar

Alguns cômodos da casa precisam de ventilação para que fungos não se propaguem. Já outros precisam de bastante umidade, é verdade, mas a maioria das pessoas deixa seus umidificadores numa potência muito maior do que o necessário. E outra, ácaros se proliferam nesse ambiente, e pertences também acabam estragando. Deixar o umidificador ligado 24 horas por dia vampiriza sua energia e acaba usando 160 kWh/mês, mais do que sua geladeira consome. Respire um pouco e pense com a gente:

  • Quando ligar o aparelho, feche portas e janelas, isso isola e mantém o frescor;
  • Coloque na potência de 50% de umidade, menos que isso será necessário deixá-lo mais tempo ligado, e isso não é legal;
  • Dê uma checada no ambiente, e quando sentir que está bom, desligue, mas se for comprar um novo, existem modelos com desligamento automático.

2. Aquecimento de água

Chuveiro

Em média, são gastos 400 kWh/mês nesse procedimento. Lembra da geladeira, quanto era? E você achando muito… Pois é, usamos água quente para tomar banho, lavar as mãos, lavar os pratos no frio, e até mesmo os lençóis quando preciso... A boa notícia é que a economia de energia desse item está toda em suas mãos.

  • Não há necessidade da água estar mais quente que 45 °C;
  • Tome banhos mais curtos e em menor quantidade (a pele agradece);
  • Nos dias menos frios, dê um descanso para a torneira quente;
  • Retire um quarto do conteúdo da caixa d'água a cada três meses, pois ela acumula sedimentos que podem estragar seus equipamentos;
  • Painéis solares são uma excelente alternativa no aquecimento, e funcionam muito bem em países tropicais como o nosso.

1. Ar-condicionado

Ar-condicionado

Na década de 80, nos EUA, 27% das casas tinham esse aparelho, hoje esse número subiu para 55%. Como eles variam muito de casa para casa, o consumo de energia pode ir de 200 kWh a 1,8 mil kWh ao mês. Aqui vão mais dicas:

  • É preciso que um técnico cheque os níveis de fluido, a carga do resfriador e o isolamento todo ano;
  • Programe o termostato para desligar automaticamente quando a temperatura de fora diminuir;
  • Certifique-se de ter pelo menos 32 centímetros de material isolante no teto, assim seu ar-condicionado não tem que trabalhar tanto, já havendo o isolamento natural.

Tudo que você, leitor, conseguir fazer para amenizar o impacto ambiental do seu lar é bem-vindo. E vale o mesmo para o seu carro, para a alimentação... Não apenas por você, mas pelas gerações futuras também.


Veja também:


 

Comentários  

 
0 #1 2015-11-16 17:58
Informações de grande importância, boas demais!

Parabéns eCycle!!

Grande abraço.

nadir
Citar
 
 
0 #2 2016-11-04 16:45
considero muito úteis as publicações de eCycle
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail