Denny, a bicicleta tecnológica feita especialmente para a cidade

eCycle

Que tal ter uma bicicleta chamada Denny? Isso soa estranho para você? Mas conhecendo esse projeto, pode ser que o nome não faça tanta diferença assim

Denny Bike

Seattle, Estados Unidos. Uma cidade já conhecida por aceitar e apoiar a bicicleta como um meio de transporte, está inovando mais uma vez com Denny. O projeto ganhou a competição do The Bike Design Project, batendo equipes de centros de ciclismo urbanos como Nova Iorque, Chicago, Portland e São Francisco. Os eleitores em todo o país escolheram Denny como a melhor opção, uma novidade construída por Taylor Sizemore e uma equipe da Teague, a mesma empresa de consultoria de design que criou da câmera Polaroid, a lata da batata frita Pringles e interiores de jatos da Boeing.

A bike foi batizada com o nome da família Denny, que ajudou a fundar a cidade Seattle, e que também dá nome à rua íngreme que liga Capitol Hill ao centro de Seattle, temida por muitos ciclistas.

Denny foi construída pensando na segurança do ciclista, de acordo com seu criador. Para ele, a maioria das luzes de uma bicicleta são difíceis para os motoristas entenderem. "Tradicionalmente, a bike não diz: 'eu sou uma bicicleta' à noite"; ela apenas diz: 'há uma luz flutuante na escuridão'".

O que também influenciou o projeto foram dois acidentes que aconteceram com Sizemore enquanto ele andava de bicicleta pelo centro de Seattle. Em sua memória estão apenas flashes do que aconteceu e a lembrança de acordar caído na rua com a camiseta rasgada. A outra memória é a de um carro invadindo a pista de ciclistas e fazendo com que Sizemore tivesse que virar completamente sua bike para não ser atingido. Tudo isso com sua mulher vendo a cena bem atrás dele.

Denny Bike

Considerada a "bicicleta mais legal" por seu design personalizado, ela possui uma iluminação com ícones de luz abaixo do farol, piscas e luzes de freio vermelhas na parte traseira (que iluminam o corpo da bike) e uma bateria recarregável fácil de tirar e colocar e que serve para acender essas iluminações. Estas se combinam para dar aos motoristas um sentido para a forma vista e uma direção legível.

Denny também é equipada com uma assistência elétrica para subidas íngremes e uma corrente de borracha no lugar da usada tradicionalmente (que é bem "melequenta"). Até mesmo o guidão em forma de laço pode ser removido para travar o resto da bike em um lugar, eliminando assim a necessidade de transportar um cadeado pesado.

Suas engrenagens estão escondidas dentro do quadro da bicicleta, onde um dispositivo eletrônico muda as marchas silenciosamente para manter a pedalada na velocidade ideal. A inovação também está no fato de a bike ter uma transmissão automática.

Denny Bike

Seu para-choque também possui outra estrutura. A maioria dos para-choques envolvem toda parte superior da roda, mas são pesados ​​e não cabem em todas as bicicletas. A Denny "mexe com a física da água", disse Sizemore. A bike interrompe a dinâmica da água do pavimento antes que ela voe para cima das rodas em sua parte traseira - isso porque há uma escova de borracha simples ao longo das rodas.

Outras características de segurança incluem uma cremalheira ao invés de uma forquilha dianteira pivotante, que é a parte usada para unir a roda da frente ao corpo da bicicleta. Sizemore disse que isso torna a suspensão da bike muito mais estável.

Porém, ser a bike mais legal na ciclovia tem um custo. A Fuji Bikes vai fabricar o projeto vencedor do concurso descrito no início da matéria e vendê-lo por cerca de US$ 3 mil.

Para seu criador, o preço não deverá assustar muito o consumidor, pois a bike irá, potencialmente, substituir um carro e pelo fato das pessoas já estarem gastando dinheiro com bicicletas. A Denny deve chegar às lojas em 2015.

Confira o vídeo que detalha suas características. Saiba mais aqui.


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail