PEDALUSP amplia testes e já conta com mais de dois mil cadastrados

eCycle

Programa de aluguel de bicicletas liga a estação Butantã do metrô paulistano ao campus da Cidade Universitária

Quem passa pela estação de metrô do Butantã, em São Paulo, percebe um ponto de aluguel de bicicletas dentro do bicicletário da companhia. Trata-se da estação PEDALUSP, que incentiva o uso do meio de transporte a todos os membros da Universidade de São Paulo (estudantes, funcionários e professores), fornecendo bicicletas de maneira gratuita e por tempo limitado para a locomoção do metrô ao campus e vice-versa (a distância entre os dois pontos é de 900 metros).

Os milhares de membros da comunidade USP podem utilizar as bicicletas da seguinte forma: primeiro, é preciso fazer o cadastro no endereço http://pedalusp.uspnet.usp.br/pre_signup. Efetuado o cadastramento, o usuário pode retirar sua bicicleta em uma das duas estações ativas (metrô Butantã ou Centro de Visitantes/P1) por meio de seu cartão USP, inserindo-o em um terminal. Após verificar a condição da bike, basta apertar o botão preto e utilizá-la. O tempo de empréstimo é de 30 minutos. Quem passar desse horário fica sujeito a suspensão do serviço por tempo variável (veja aqui mais detalhes).

Além de não contribuir com a poluição atmosférica, quem adere à ideia economiza tempo e dinheiro (a passagem de ônibus do metrô Butantã até a Cidade Universitária custa R$ 3,00 - mesmo preço do caminho inverso).

Projeto

Em entrevista à eCycle, um dos idealizadores do projeto, o engenheiro Mauricio Villar, diz que, apesar da inauguração dos dois pontos, o PEDALUSP ainda está em fase de testes. “Estamos estudando possibilidades de expansão do projeto”. Havia outras duas estações dentro da Cidade Universitária (ambas na região da Escola Politécnica). Após a inauguração do novo trajeto, em novembro de 2011, elas foram desativadas.

Cerca de duas mil pessoas já se cadastraram para participar. No entanto, algumas encontram dificuldades para utilizar o serviço, como relata matéria do Jornal do Campus, produzido por alunos de Jornalismo da ECA-USP. Villar responde: “Recebemos alguns e-mails com dúvidas e alguns problemas encontrados. Criamos, em novembro, um FAQ para ajudar nas explicações. Deu certo e os e-mails com dúvidas mais básicas, como horário de funcionamento, diminuíram. Ainda precisamos de algumas adaptações para que as estações funcionem com maior confiabilidade e essas melhorias serão realizadas na expansão do projeto”.

Segurança

Como o usuário do PEDALUSP precisa transitar em vias de alto tráfego, a segurança é parte importante. “Seguimos as leis e regulamentações sobre o uso da bicicleta. Todas as bicicletas contêm refletores dianteiros, traseiros e laterais, campainha e espelho retrovisor. Também fizemos uma campanha de divulgação sobre segurança no trânsito em relação ao uso da bicicleta”, afirma o idealizador.

Fora da USP

A meta inicial do PEDALUSP é criar mais oito estações no campus da Cidade Universitária e expandir o número de veículos para 100 (atualmente há 16) até o fim de 2012, o que será feito assim que houver mais verba para a iniciativa. Perguntado sobre a possibilidade de expandir o projeto para toda a cidade, Mauricio é taxativo. “O PEDALUSP já conta com uma estação no metro Butantã, mas, em princípio, o sistema serve para mobilidade urbana da comunidade USP e sua expansão para fora da Cidade Universitária não é tratada como prioridade”, explica.

Para ter mais informações, acesse o site do PEDALUSP ou envie um email para Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo. .

Veja também:
-PEDALUSP prestes a entrar em fase de testes

Imagens: PEDALUSP e Jornal do Campus


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail