Lacre de latinha: tirar ou não tirar da lata de alumínio?

eCycle

Separar ou não o lacre da latinha depende do destino. Entenda

lacre de latinha

O lacre da latinha de alumínio não deve ser separado da lata. Isso porque ele é constituído por uma composição pobre em alumínio; e sua reciclagem rende mais quando ele está anexado à lata, que é mais rica em alumínio. Por esse mesmo motivo ele é desenvolvido para ficar grudado à lata.

Entretanto, há instituições que recebem grandes quantidades de lacre de latinha de alumínio para trocá-los por cadeiras de rodas, que são doadas às pessoas que não têm condições financeiras de comprá-las.

lacre de latinha

Há também talentosos artesãos que desenvolvem vários produtos a partir do lacre da latinha de alumínio, como bolsas, cintos, pulseiras, apoio para copos, colares, brincos, luminárias, almofadas, peças de roupa, cortinas, mochilas, entre outros objetos.

Mas a venda dos lacres de latinha sempre pareceu um mito. O que acontece com os lacres de latinha entregues às instituições que os trocam por cadeiras de rodas? Eles são derretidos e transformados em cadeiras de rodas?

Na verdade, os lacres não são transformados em cadeiras de rodas. Eles são vendidos, e o valor recebido é utilizado para comprar cadeiras de rodas.

Apesar do lacre da latinha de alumínio ser menos valioso do que a lata em si, algumas organizações que recebem esses itens preferem fazê-lo para não competir com os catadores de latinha - uma vez que as latas têm grande valor para os catadores e o lacre não. Além disso, o manuseio de lacres é muito mais fácil do que o manuseio de latas. Os lacres são ideais para ambientes fechados, não acumulam volume de ar e água, sendo fáceis de armazenar e não atraindo insetos.

Mas lembre-se: caso esteja pensando em destinar o lacre da latinha de alumínio para a confecção de artesanatos ou para instituições que recebam lacre de latinha de alumínio para a troca por cadeira rodas, você pode separar o lacre da latinha. Caso contrário, não separe! Ele é menos puro em alumínio do que a lata e sua reciclagem sozinho perde valor.

O alumínio é um material infinitamente reciclável e o Brasil ocupa lugar de destaque nesse setor da reciclagem, mas também é preciso fazer sua parte. Separe as latinhas de alumínio para a coleta seletiva do seu bairro ou, caso você não disponha desse serviço, encontre quais são os postos de coleta mais próximos de sua casa nos mecanismos de busca gratuitos do Portal eCycle.

As ligas de alumínio como os lacres de latinha são constituídas por pequenas porcentagens de cobre, silício, magnésio e zinco. Mas o elemento químico Al, o alumínio, quando puro, possui a forma de um metal prateado, leve e inodoro, sendo considerado o terceiro elemento químico mais abundante na crosta terrestre e o mais abundante entre os elementos metálicos, porém ele não é encontrado na forma metálica que conhecemos, mas sim em diversos minerais e argilas.

O alumínio foi e é muito importante para o desenvolvimento da sociedade moderna. Apesar de ser considerado um recurso natural inesgotável, a constante e crescente exploração afeta o ambiente.

A matéria-prima principal do alumínio metálico é a Alumina. A alumina é extraída de uma classe de rochas chamadas de bauxita, através do chamado processo Bayer.

Devido ao fato do alumínio ser um metal muito estável, a energia necessária para a sua produção é extremamente alta, chegando à 16,5 kWh para cada quilo de alumínio produzido. Traduzindo este dado: um quilo de alumínio produzido por meio da alumina tem energia mais do que necessária, em média, para manter um computador funcionando por 8 horas, todos os dias, durante um mês. Em 2006, a indústria de alumínio no Brasil consumiu o total de 25.983 GWh para a produção de 1,6 milhão de toneladas de alumínio. Esta quantidade de energia significa 6% de toda a energia elétrica gerada no país.

Por isso, se não for destinar o lacre da latinha para instituições de caridade ou para artesãos, destine sua latinha com o lacre para a reciclagem. Mas lembre-se que o lacre da latinha pode ser muito importante para algumas pessoas. Cerca de 140 garrafas PET de dois litros cheias desses anéis, o equivalente a 385 mil lacres de latinha, podem ser trocadas por uma cadeira de rodas.


Fonte: Unimed

Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail