Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Saiba quais atitudes e alimentos que podem prevenir ou desenvolver o risco da doença

O câncer é uma das principais causas de morte em todo o mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde. No entanto, se você acredita que essa doença simplesmente aparece no nada e que não existem maneiras de preveni-la, você está cometendo um engano.

A maioria dos casos de câncer são consideráveis preventivos, e podem ser evitados com uma dieta nutricional adequada e com um estilo de vida mais saudável. O Journal of the American College of Nutrition publicou alguns alimentos que podem ser incluídos ou retirados da sua dieta a fim de prevenir o desenvolvimento do câncer.

Infelizmente, não existe um único meio de se prevenir a doença, mas sim uma combinação de vários fatores que podem colaborar. Aí vão algumas dicas, de acordo com a publicação citada de alimentos que previnem o câncer:

1. Consumir frutas e vegetais variados

Esses alimentos contém vitaminas, fibras e fotoquímicos (que tem ação antioxidante). Uma refeição bastante colorida com variados vegetais, frutas e grãos pode diminuir o risco do desenvolvimento de qualquer tipo de câncer. Alguns vegetais como brócolis, espinafre, alface e couve são fontes poderosas de nutrientes.

2. Evitar ou limitar o consumo de álcool

O álcool está fortemente ligado ao câncer de esôfago, fígado, cólon e boca. Quanto mais bebe, maior o risco. O álcool se converte a acetaldeído, que diretamente danifica o DNA celular e aumenta o nível de estrogênio, que pode causar sérios problemas, tais como infertilidade, disfunção eréctil e hipertrofia da próstata. Portanto, deve haver um balanceamento entre um estilo de vida saudável e a diversão.

3. Evitar carne vermelha e processada

Carne vermelha grelhada ou frita podem aumentar o risco de câncer no cólon, intestino reto, rim, pâncreas e próstata. Quando a carne, frango ou peixe é cozido demais em altas temperaturas, ocorrem reações naturais no alimento, produzindo aminas heterocíclicas que são substâncias carcinogênicas. A World Cancer Research Fund (WCRF) recomenda um consumo de carne vermelha menor do que 500g por semana. Portanto o ideal é não deixar a carne fritar demais. Opte sempre por comer a carne ao ponto, pois é naquela casquinha da carne frita que se encontra o perigo. Tomate, alho e cebola diminuem a formação de aminas heterocíclicas.

4. Consumir produtos de soja

Consumir produtos de soja diminui o risco do desenvolvimento do câncer de mama em mulheres. A soja é uma das principais fontes de isoflavona, que além de diminuir os sintomas causados pela menopausa, tem o poder de inibir o crescimento de células cancerosas na mama e cólon. O consumo de alimentos que contém soja durante a adolescência pode reduzir o risco de câncer de mama na idade adulta e também pode evitar o retorno da doença em mulheres já tratadas.

5. Limitar produtos lácteos

Limitar o consumo de produtos lácteos pode reduzir o risco de câncer de próstata. Uma dieta com elevados níveis de cálcio inibe a produção de vitamina D, que é uma importante substância reguladora do crescimento celular, podendo levar ao crescimento das células do câncer de próstata.

De acordo com o Comitê Médico dos Estados Unidos, homens que ingerem mais de 400 mg de cálcio por dia tem um risco de 51% na possibilidade de desenvolver câncer de próstata. Porém não existe uma quantidade exata. Caso tenha histórico na família é conselhável limitar o consumo desse tipo de produto.

Vale ressaltar que é o conjunto de vários fatores que podem prevenir o câncer. Uma dieta saudável junto com um estilo de vida ativo fazem a combinação perfeita. Além dos alimentos citados acima, e diminuir a ingestão de álcool e cigarro, a prática de execícios físicos é de extrema importância e um grande aliado para essa prevenção. Estimativas apontam um risco de 20% a 40% menor câncer de cólon e mama nas pessoas que praticam atividades físicas.

Praticar algum tipo de atividade física diariamente por 30 minutos já traz muitos benefícios à saúde.


Veja também: