Saiba quanto tempo dura um colchão e outros itens de casa

eCycle

Ao atingir o prazo de validade, alguns itens de casa acumulam mais germes e deixam de ser eficazes. Aprenda a identificar com que frequência você deve trocá-los.

Colchão velho
Imagem de Neha Deshmukh em Unsplash

É incomum encontrar informações de quanto tempo dura um item ou instruções de descarte em embalagens de produtos que não sejam alimentos. Isso faz com que artigos duráveis como o colchão, travesseiros ou até a vela do filtro só sejam trocados ou descartados quando estão visivelmente estragados ou muito desconfortáveis, sem levar em conta a qualidade ou os riscos à saúde que apresentam após atingirem seu prazo de validade. Identificar quanto tempo dura um colchão e outros itens de casa evita riscos à saúde e garante uma melhor utilização dos objetos.

Quanto tempo dura um colchão e outros itens do quarto

Colchão

O prazo de validade do colchão e de outros itens do quarto requer atenção. Camas, colchões e travesseiros mantêm condições de calor e umidade favoráveis ao surgimento de ácaros. Esses animais, que se alimentam das secreções que eliminamos durante o sono, podem causar conjuntivite, eczema, sensação de peito fechado, espirros, coceira nas mãos ou face e até mesmo asma.

Por isso, os colchões devem ser trocados a cada sete anos. Depois desse tempo, além de acumularem uma maior quantidade de ácaros, os colchões deixam de oferecer o apoio necessário para que você tenha uma boa noite de sono.

Existem três fatores que indicam quanto tempo dura um colchão. Se você está se revirando demais enquanto dorme e acorda com dores no corpo, esse é o primeiro sinal de que seu colchão atingiu o prazo de validade. A aparência e outros sinais de desgaste também indicam a necessidade de substituição desse objeto.

A validade dos colchões também pode ser influenciada pela limpeza. Quando for trocar a roupa de cama, aspire o colchão para retirar o pó e os ácaros presentes nele. Essas ações devem aumentar seu tempo de duração.

Travesseiro

Os travesseiros, por sua vez, possuem um prazo de validade de até dois anos. Segundo estudo realizado por médicos e fisioterapeutas, um travesseiro com seis meses de uso contém cerca de 300 mil ácaros. Após dois anos, 25% do peso dos travesseiros é formado por ácaros vivos, mortos e suas fezes.

Edredom

Os edredons também podem acumular grandes quantidades de ácaros. Por isso, eles devem ser trocados a cada cinco anos. Lembre-se de que é importante lavá-los no mínimo a cada troca de estação.

Quanto tempo dura um item de banheiro

Escova de dente

A boca abriga centenas de micro-organismos, que podem ser transferidos à escova de dente durante o uso. Além disso, germes presentes no banheiro também podem saltar para a sua escova de dente. Um experimento realizado pela Fundação de Pesquisa para a Saúde e Segurança Social, que tinha o objetivo de contabilizar a quantidade de micro-organismos presentes em escovas de dente, mostrou que cerca de 80% das escovas analisadas abrigavam milhares de germes prejudiciais à saúde.

Por isso, a Associação Dental dos Estados Unidos e diversos outros profissionais da área recomendam que você troque sua escova de dente a cada três meses. Vale ressaltar que você pode comprar escovas de dente de bambu na loja do Portal eCycle para ter atitudes mais sustentáveis.

Toalha

As toalhas apresentam um prazo de validade de até dois anos. Devido à umidade, temperatura e contato com o oxigênio, as toalhas são locais perfeitos para a proliferação de micro-organismos. Por isso, além de serem lavadas semanalmente para evitar o risco de infecções, as toalhas devem ser descartadas em até dois anos.

Tapete de banheiro

Além de possuírem condições favoráveis à proliferação de germes, os tapetes também acumulam muita sujeira. Por isso, recomenda-se que eles sejam lavados com frequência e descartados a cada dois anos.

Quanto tempo dura um item de cozinha

Esponja de lavar louça

As esponjas são superfícies quentes e úmidas que estão em frequente contato com pedaços de comida e sujeira. Segundo estudos, o calor e a umidade são fatores que contribuem para a proliferação de germes. Por isso, é necessário efetuar a troca desse item em uma ou duas semanas para evitar a propagação de micro-organismos nocivos à saúde. Outra dica é substituir sua esponja sintética por uma bucha vegetal e biodegradável.

Vela de filtro

A vela de um filtro de água deve ser trocada a cada três meses. Após atingir o prazo de validade, as velas podem criar mofos e bactérias. Por isso, é importante manter essa peça sempre limpa e com o prazo de validade em dia para que o filtro como um todo não deixe de exercer sua função.

Temperos em pó

Os temperos em pó devem ser substituídos a cada um ano. Com o passar do tempo, a exposição à luz, à umidade e ao calor faz com que eles percam sua potência e sabor. Por isso, se for difícil sentir o aroma ao abrir o recipiente onde está guardado; se a cor desbotou; ou se o sabor está apagado, descarte o tempero, mesmo que ele esteja dentro do prazo de validade.

Quanto tempo duram outros itens

Extintor de incêndio

Os extintores de incêndio com carga de água ou pó químico devem ser trocados a cada um ano. Já os equipamentos de gás carbônico precisam ser recarregados semestralmente. No entanto, essas estimativas só são válidas se os extintores estiverem em bom estado. Caso haja descarga ou danificação dos anéis da válvula, é preciso fazer a manutenção antes da data estipulada.

Além disso, o extintor de incêndio deve passar por inspeções técnicas periódicas, realizadas junto ao Inmetro, para verificar se ele permanece em condições de operação. De acordo com a Norma Regulamentadora 23 (NR 23 – Proteção Contra Incêndio), cada extintor de incêndio deve ser inspecionado mensalmente. Essa avaliação diz respeito ao aspecto externo, servindo como base para definir o nível de manutenção a ser executado, se necessário.

Filtros de ar

Os filtros de ar de um ar condicionado devem ser trocados a cada seis meses. A falta de manutenção dos filtros de ar pode afetar desde o funcionamento do aparelho, implicando em um maior consumo de energia, até favorecer a ocorrência de problemas de saúde como enxaquecas e irritação nas mucosas nasais.

Detector de fumaça

O detector de fumaça de um local deve ser trocado a cada dez anos. Após esse período, esse item começa a falhar, tornando-se menos eficaz.


Veja também:

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar pelo site você concorda com o uso dos mesmos. Saiba mais ×